Caulí Lounge Bar: mixologia, arte, gastronomia e imaginação

Sob o comando do mixologista e sócio, João Paulo Warzée, e com nome inspirado na jabuticabeira existente no sobrado, o Caulí Lounge Bar vem pra mexer com as percepções dos habitués de bares da cidade, propondo uma experiência sensorial, onde mixologia, arte, gastronomia e imaginação andam juntos.

O bar foi projetado pela arquiteta Cilene Monteiro Lupi que traz uma decoração “cool” e moderninha. “Conceituei o projeto de forma lúdica, que causasse um efeito surpresa aos clientes. O objetivo foi causar impacto com ambientes inusitados.”, diz a arquiteta.

Uma grande janela de vidro se abre para integrar o primeiro andar ao deck, o que permite que os clientes transitem pelos espaços. A parede ostenta um grafite geométrico em preto e branco que se completa com os desenhos coloridos do muro externo visto por nichos de vidro de dentro do bar para quem está sentado nos confortáveis sofás ou mesmos nas banquetas.

O térreo é composto por um grandioso bar que tem um quadro ornamental com tentáculos de polvo que “invadem” a sala para proteger a garrafa do Rum Kraken. O ambiente será ideal para o público que desejar ficar no bate papo, apreciando drinques e ótimas receitas vindas da cozinha.

 

A escada com pé direito alto ganhou revestimento de sizal valorizado pela arte de Rafael Sanches, que explora a desconstrução das palavras com traços, cores, texturas e ornamentos característicos de suas criações. Sanches é uma das apostas entre os artistas urbanos da atualidade e suas obras fazem parte da decoração de diversos cenários, como nas casas de Neymar e Anitta, nas marcas Google, Nike, Coca-Cola, e um mural pintado em Wynwood, Miami.

O segundo andar do Caulí Lounge Bar dá espaço a um lounge suntuoso que foi projetado para garantir conforto e modernidade com estofados em veludo com cores vibrantes e cabeceiras de poltronas gigantes que garantirão bons papos e fotos dignas de likes.

Um painel com rostos femininos feitos com espátulas, manchas e pequenos traços dão destaque ao bar do andar superior, assinado por Julian Gallasch, artista plástico catarinense especializado em faces que já expôs em eventos, como Casa Cor São Paulo. As cores fortes que envolvem os desenhos em preto e branco são destacadas ao refletir no balcão de aço escovado. O artista já esteve ao lado de grandes marcas e estilistas internacionalmente conhecidos como Diesel, Jum Nakao, Mario Queiroz e Sommer.

Drinks e comidas

No quesito mixologia, o Caulí Lounge Bar investiu em grandes nomes da noite paulistana e sua carta foi criada por João Paulo Warzée e Marcos Felix, ex Bar., com formação em Flair bartending, prática para entreter os clientes com a manipulação das garradas e utensílios. Após diversas participações e vitória em 2016, hoje é jurado do World Class. As coqueteleiras ficam nas mãos de Sylas Rocha, ex Riviera Bar, mixólogo, flairbartender e atual campeão de Chivas. Já atuou nos melhores bares do mundo, em Moscou, Estocolmo, Dublin, Paris, Buenos Aires e Amsterdã.

Interpretando o conceito de sirva-se de arte, o DNA de drinks audaciosos está presente do bar com criações como o Voo pela Capadócia que leva rum, xarope de tangerina, suco Tahiti, angostura e manjericão, e é servido em uma cesta içada por um balão colorido (R$ 35); e o Wanderlust, que traduz na bebida o desejo de viajar, feito com Vodka Tito´s Handmade, xarope de baunilha, limão, polpa de maracujá, morango e xarope de hibiscos (R$ 32) – para os clientes que apresentarem a tattoo de viajante, o drink será cortesia.

Vale apostar também no Room Service, apresentado numa cloche de vidro defumada com madeira amburana que só é aberta na mesa do cliente por um garçom vestido a caráter. A bebida leva Remy Martin VSOP, Cointreau, limão siciliano e xarope de açúcar (R$ 35).  Já o Buraco Negro tem Gin Beefeater, licor Luxardo, licor de pêssego, Noilly Pratt, limão siciliano e é finalizado pelo garçom na mesa com carvão ativado, dando à bebida o aspecto de imensidão (R$ 35).

Os tradicionais Mules e Negronis ganham novas versões premium, como o Zgroni, composto por Rum Zacapa, Vermute Fórmula Antica, Campari e chá de frutas vermelhas (R$ 46), e o Passion Mule, com Gin Beefeater, limão siciliano, polpa de maracujá, xarope de açúcar, Ginger Beer e espuma de maracujá (R$ 30).

O menu de comidas do Caulí Lounge Bar é assinado pelos chefs Thiago Assis Lígia Warzèe, dando destaque ao Brie Empanado Com Mel Trufado (R$ 42), Tartar de atum com cubos de melancia (R$ 49), o Prime Rib grelhado com batatas assadas (R$ 89), e o Risotto à Carbonara (R$ 58). No quesito sobremesas, a sugestão é o Escondidinho de Ovomaltine (R$ 25), servido numa caneca de cobre.

Serviço

Onde?

Rua Joaquim Antunes, 248 – Pinheiros

Mais Informações:

Telefone: (11) 3197-5838

Sobre o autor

Teve a ideia de criar o Sobreviva em São Paulo, foi lá e fez. Jornalista, trabalha com social media e gosta de uns rolês roots. Acampa no mato, sobe montanha e vive na selva de pedra. Já quis ser detetive, salvar o mundo e fugir com os ciganos. Tem uma relação de amor e ódio com São Paulo, fica para ouvir músicos de rua e corre para nunca chegar atrasada.

Comentários