João Rock 2019 – o Festival da nova cena

João Rock 2019 – o Festival da nova cena

O Festival João Rock é um dos maiores festivais nacionais de encontro de tribos e prova isso ao longo de suas 18 edições. Pessoas de diversas cidades e estados acompanhando o evento em busca de diferentes artistas e estilos – acredite: foi difícil encontrar pessoas de São Paulo ou que conhecem a cidade para realizar a pauta prevista para a cobertura. Do reggae de Maneva e Natiruts ao hardcore de CPM22, o público passeava entre os palcos e se misturava colorindo o espaço do Parque Permanente de Exposições de Ribeirão Preto.

BaianaSystem no Palco João Rock (foto: Luiza Gonçalves)

O Festival foi marcado por uma grande quantidade de artistas representantes do RAP nacional, em especial no palco Fortalecendo a Cena que trouxe Djonga, BK, Rincon Sapiência e outros. O mesmo aconteceu no palco principal, que teve como headliners Marcelo D2 e Emicida e Rael – com participação especial de Mano Brown.

D2 foi impecável em sua apresentação. Com músicos de extrema técnica e musicalidade, mesclou o seu consagrado RAP com Jazz, solos de improviso dos músicos com suas rimas já conhecidas e entoadas pelo público. Saxofone, Trompete, Piano, Bateria e DJ. Tudo isso com seu filho, Sain, que faz parte do espetáculo cantando ao seu lado, além de ser o protagonista do filme Amar é Para os Fortes, que passa no telão ao longo do show. Mantenha o respeito!

Pitty e CPM 22, não diferente dos anos anteriores em que participaram do festival, agitaram a multidão, que cantou e pulou durante todo o show. Mesmo já sendo atrações repetidas, o público não se dá por satisfeito e sempre está completamente engajado nessas apresentações.

Alguns medalhões da música se apresentaram e mostraram que ainda não deixaram de ser os mais procurados pelo público. As pessoas estavam alucinadas, correndo para a frente do Palco Brasil para não perder um segundo sequer do show de Dado e Bonfá que estava começando. A música de Legião Urbana ainda mexe com o público apesar da ausência de Renato Russo. Outro gigante que mostrou vitalidade e controle do público – apesar da idade – foi Alceu Valença. Com seus Ai Ai Iô Iô fez a galera cantar junto e dançar aquele forró gostoso.

Alceu Valença no Palco João Rock (foto: Luiza Gonçalves)

O Festival João Rock 2020 já é uma grande expectativa, sempre abrindo espaço para novos artistas se apresentarem no mesmo lugar que personalidades já consagradas na música nacional. Já estamos atentos!

Sobre o autor

Radialista, músico. Amante da arte, da cultura e da língua brasileira.

Comentários