Dia Nacional do Samba terá atrações festivas por toda a capital paulista

Dia Nacional do Samba terá atrações festivas por toda a capital paulista

O Dia Nacional do Samba será comemorado na próxima segunda-feira (02/12) e, se você acompanha o Sobreviva em São Paulo, já sabe que na data, o Theatro Municipal vai promover uma programação gratuita pra lá de especial e festiva em homenagem ao gênero musical que tem suma importância na formação da identidade brasileira.

Mas as festividades do Dia Nacional do Samba que a Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo está preparando não se resume apenas ao Theatro: a partir de 1º de dezembro, a Secretaria promove dezenas de atividades, como shows, rodas de samba, seminário e sessões de cinema, em quase cinquenta pontos em todas as regiões da cidade.

Comunidades do Samba
Entre as atrações da programação, estão inclusas rodas de samba em 24 comunidades espalhadas pela cidade, entre os dias 1º e 15 do mês. A atuação destes grupos mantém o samba vivo, possibilitando que seja passado de geração para geração, em rodas comunitárias regulares. Esta programação especial homenageia estes grupos reconhecendo a sua importância para a existência de um Mapa das Comunidades de Samba, nome dado ao programa.

Outros Espaços
Outros espaços da Secretaria Municipal de Cultura também recebem programação, que inclui a apresentação da Comunidade Pagode da 27, no dia 1º, no Centro Cultural do Grajaú; e o show Virgínia Rosa canta Clara Nunes, no Centro de Culturas Negras do Jabaquara, dia 2. A cantora Fabiana Cozza faz show homenagem a Dona Ivone lara na Casa de Cultura da Freguesia do Ó, dia 4, no Centro Cultural de Santo Amaro, dia 6, e na Casa de Cultura do Butantã, dia 8.

No centro da cidade, o Triângulo SP recebe o Palco do Samba no Coreto da Bolsa, com apresentações às 13h e às 18h. No dia 3, às 13h, o público dança ao som do Samba de Roda da Nega Duda e, às 18h, é a vez de Deolindo. Dia 4, às 13h, Morro da Maloca; e, às 18h, Célia Nascimento. Dia 5, às 13h, Adriana Moreira; e, às 18h, Batuque de Lara. Dia 6, às 13h, Regina Benedetti; e, às 18h, Núbia Maciel e as Divinas do Samba. Dia 9, às 13h, Abcdário do Samba com Verônica Ferriani; e, às 18h, Graça Braga canta Martinho.

A Biblioteca Mário de Andrade recebe o seminário “Vozes do Samba” no dia 7. Abrem o evento, às 9h30, Alexandre Youssef, secretário municipal de Cultura; e Raquel Schenkman, diretora do Departamento do Patrimônio Histórico (DPH). Serão realizadas duas mesas: “Cenário da salvaguarda do Samba em São Paulo – Políticas culturais em âmbitos municipal, estadual e federal”, com Walter Pires (DPH / Secretaria Municipal de Cultura), Elizabeth Mitiko (UPPH / Secretaria de Estado da Cultura) e Marcos Rabelo (IPHAN / Departamento de Patrimônio Imaterial); e “Samba Paulistano: Memória, tradição e Linguagem”, com Moisés da Rocha (Sambista e Radialista), Maitê Freitas (Samba Sampa), Tadeu Kaçula (Sambista, Sociólogo e Pesquisador), Wagner Nogueira (Sambista e Advogado) e mediação de Ronaldo Bitello (Coordenador geral da comissão de Carnaval de Rua da Cidade de São Paulo).

Além disso, a biblioteca realiza um Cinemário com a temática “O samba no cinema”, no dia 4. Na ocasião, serão exibidos “Batuque Paulista – A Trajetória do Samba de São Paulo, do Rural ao Urbano” (2016), de Thais Lopes, que participa de debate após a exibição; e “Lavapés: Ancestralidade e Permanência” (2017), filme idealizado por um grupo de pesquisa da Unesp sobre a escola de samba mais antiga da cidade São Paulo, fundada em 1937. Após a sessão, ocorre um bate-papo com Rosemeire Marcondes, presidente da agremiação e neta da fundadora, Madrinha Eunice, e convidados.

Para saber os horários e endereços das festividades do Dia Nacional do Samba, clique aqui.

Em parceria com a Spcine, o Dia Nacional do Samba também disponibiliza filmes na plataforma de streaming Spcine Play, a partir do dia 2. São dois documentários: “Samba à Paulista” (2007), de Gustavo Mello, e o já citado “Lavapés: Ancestralidade e Permanência” (2017).

Fonte: Prefeitura de São Paulo

Sobre o autor

Publicitário, especializado em Marketing e Comunicação Integrada. Amante da vida, encantado por pessoas e suas singularidades. Fã inveterado de filmes de terror, ouvinte assíduo de música jamaicana e rock pesado. Vive uma relação de amor e ódio com São Paulo. E, claro: Vai, Corinthians!

Comentários