Acadêmicos do Baixo Augusta realiza ensaio neste domingo

Acadêmicos do Baixo Augusta realiza ensaio neste domingo

No próximo domingo, 26 de janeiro, a partir das 14h, acontece o segundo ensaio do maior bloco carnavalesco de São Paulo: o Acadêmicos do Baixo Augusta.

O ensaio de pré carnaval será feito no Superlounge, espaço de eventos debaixo do Viaduto 25 de março, ao lado da estação Dom Pedro do metrô, na região central. Nesta edição, também haverá ensaio do bloco afro Ilú Obá de Min. A entrada é gratuita.

O Festival do Baixo Augusta, que promove ensaios abertos ao público no pré-carnaval e conta com a participação de outros blocos, começou no dia 19 de janeiro e termina no dia 09 de fevereiro. O grande desfile acontece em 16 de fevereiro, domingo, com o tema “Viva a Resistência”.

Sobre o Acadêmicos do Baixo Augusta
O Bloco Acadêmicos do Baixo Augusta foi fundado em 2009 por uma turma de amigos que reunia moradores e entusiastas do bairro para celebrar sua diversidade e revitalização enquanto território livre para manifestações culturais alternativas e para a boemia. A história do Bloco se confunde com o processo de retomada do carnaval de rua da cidade. Com uma postura ativista diante da necessidade de lutar pelo direito ao lazer e ocupação das ruas, o Acadêmicos do Baixo Augusta se tornou o maior Bloco de carnaval de São Paulo com mais de 1 milhão de pessoas em seus desfiles. Para assegurar seu caráter público, gratuito e democrático, a brincadeira de amigos foi oficializada com a criação da Associação Cultural Bloco Acadêmicos do Baixo Augusta, ONG sem fins lucrativos que tem como missão promover a cultura, desenvolver e apoiar iniciativas de ocupação gratuita das ruas e de transformação da cidade.

Serviço

Quando?

26 de janeiro

Onde?

Superlounge - Rua da Figueira, 450 - Brás - São Paulo

Quanto Custa?

GRÁTIS

Sobre o autor

Teve a ideia de criar o Sobreviva em São Paulo, foi lá e fez. Jornalista, trabalha com social media e gosta de uns rolês roots. Acampa no mato, sobe montanha e vive na selva de pedra. Já quis ser detetive, salvar o mundo e fugir com os ciganos. Tem uma relação de amor e ódio com São Paulo, fica para ouvir músicos de rua e corre para nunca chegar atrasada.

Comentários