Aniversário de SP com prato típico

Aniversário de SP com prato típico

A maior cidade de Brasil, São Paulo, completa 466 anos no próximo dia 25. Para comemorar o restaurante Jamile, comandado pelo chef Henrique Fogaça, criou um prato típico e exclusivo para a data: virado a paulista.

O prato que foi declarado como patrimônio imaterial do Estado, pelo Condephaat desde 2018, ganhou uma versão especial no restaurante, onde é preparado com tutu de feijão branco, arroz, ovo frito, chips de banana da terra, farofa de copioba na manteiga, mostarda refogada, pancetta pururuca e alheira (R$ 63).

A receita será servida apenas no dia 25/01, durante o almoço e jantar.

Sobre o Jamile:
O Jamile foi inaugurado em setembro de 2015 pelos sócios Anuar Tacach, Alberto Hiar e Henrique Fogaça, chef de cozinha e responsável pelo cardápio oferecido. A ideia do trio é oferecer ao público um ambiente moderno, com boa gastronomia, diversas opções de vinho e também drinques autorais. É um ótimo lugar para reunir família, encontrar os amigos ou, até mesmo, fechar negócios.
A casa está localizada no bairro do Bixiga, que foi escolhido pela tradição histórica e gastronômica que representa para a cidade de São Paulo. O espaço tem a assinatura do projeto arquitetônico de Rafic Farah e paisagismo de Marcelo Faisal. O salão é amplo e tem referências industriais em sua composição, além de toda a cozinha ser aberta para o público observar. Fora isso, a casa ainda aposta em rooftop, com chão de madeira e teto retrátil, que é ótima opção para a realização de eventos. Também há uma parede para projeções de vídeos e jogos. O nome Jamile é uma homenagem à mãe de Hiar.

Serviço

Onde?

Rua Treze de Maio, 647 -- Bixiga

Mais Informações:

Telefone: (11) 2985-3005

Sobre o autor

Teve a ideia de criar o Sobreviva em São Paulo, foi lá e fez. Jornalista, trabalha com social media e gosta de uns rolês roots. Acampa no mato, sobe montanha e vive na selva de pedra. Já quis ser detetive, salvar o mundo e fugir com os ciganos. Tem uma relação de amor e ódio com São Paulo, fica para ouvir músicos de rua e corre para nunca chegar atrasada.

Comentários