Ano Novo Chinês 2020 na Liberdade

Ano Novo Chinês 2020 na Liberdade

Entre os dias 01 e 02 de fevereiro (sábado e domingo) a cidade de São Paulo irá dar as boas-vindas a mais uma edição do Ano Novo Chinês na Praça da Liberdade. O evento é gratuito e contará com a coordenação da Associação de Amizade Brasil-China juntamente com a Prefeitura de São Paulo .

Milhares de pessoas irão comemorar a chegada do Ano do Rato, um período regido pelo fechamento de um ciclo de 12 anos e o início de um novo tempo marcado pelo empreededorismos e que, segundo a previsão, trará muitas oportunidades aos negócios e aos projetos de vida.

A tradicional festa já faz parte do calendário cultural da cidade e reunirá, em dois dias de evento, apresentações especiais de música, lutas marciais, danças como as do Leão e do Dragão, workshops de origami e de caligrafia chinesa, além de barracas de artesanato e de comidas típicas.

Ano Novo Chinês

Popularmente conhecido como “Festival da Primavera” e “Ano Novo Lunar”, o Ano Novo Chinês acontece originalmente na primavera e é datado com base no calendário lunar chinês. Cada ano é dedicado a um animal do zodíaco chinês e a comemoração só termina no 15º dia do mês, quando acontece a Festa das Lanternas.

O evento é organizado pela Associação de Amizade Brasil-China pela segunda vez consecutiva com muito sucesso. “O ano do Rato representa o fechamento de um ciclo e o início um novo tempo para todos nós. Vamos comemorar a chegada do Ano do Rato mais uma vez com muita atividades culturais e muita alegria!” diz Heida Li, presidente-executiva da entidade e coordenadora geral do evento.

 

Confira a programação:

01/02 – SÁBADO

Atividades Culturais
Abertura: 10h
Encerramento: 20h

Dança do Dragão e do Leão
Barracas com comidas e bebidas típicas
Apresentações musicais
Lutas marciais
Massagem
Acupuntura
Artesanato
Caligrafia

 

DIA 02/02 – DOMINGO

Atividades Culturais
Abertura: 10hs

Dança do Dragão e do Leão
Barracas com comidas e bebidas típicas
Apresentações musicais
Lutas marciais
Massagem
Acupuntura
Artesanato
Caligrafia

Encerramento do evento
20h00

Sobre o autor

Teve a ideia de criar o Sobreviva em São Paulo, foi lá e fez. Jornalista, trabalha com social media e gosta de uns rolês roots. Acampa no mato, sobe montanha e vive na selva de pedra. Já quis ser detetive, salvar o mundo e fugir com os ciganos. Tem uma relação de amor e ódio com São Paulo, fica para ouvir músicos de rua e corre para nunca chegar atrasada.

Comentários