Conheça instituições e campanhas de arrecadação de São Paulo para fazer o bem sem sair de casa

Conheça instituições e campanhas de arrecadação de São Paulo para fazer o bem sem sair de casa

Devido à quarentena em São Paulo e as orientações de isolamento social em todo o país, muitas atividades precisaram ser adaptadas à uma nova realidade. O trabalho se tornou home office, os encontros virtuais, exercícios físicos passaram a ser realizados em espaço reduzido e demais atividades do cotidiano foram reaprendidas. Algumas instituições sociais tiveram que interromper parte de suas atividades e até mesmo suspender por completo. O comércio tenta manter o funcionamento com quadro de funcionários reduzido e o atendimento por meio do delivery.

Entretanto, quem já estava habituado em fazer trabalho voluntário não precisa deixar de colaborar devido à quarentena. Conheça instituições e ações de São Paulo para ser um voluntário sem sair de casa.

 

Associação Vida Jovem

Créditos: divulgação

Com mais de 30 anos voltados para formação de crianças, adolescentes e até mesmo idosos, a Associação Vida Jovem oferece cursos culturais e profissionalizantes para a população que atende. Situada no bairro do Ipiranga, busca oferecer oportunidade e autonomia a seus atendidos, com cursos de segunda à sexta de web design, hotelaria, turismo, administração e manutenção de computadores. Na parte cultural, a associação oferece cursos de teatro, música e dança.

Devido à quarentena, alguns eventos beneficentes para arrecadação de fundos para o projeto precisaram ser cancelados. Entretanto, quem costumava contribuir ou quem deseja ajudar de alguma forma pode se cadastrar para a doação de Nota Fiscal Paulista. Basta acessar o site ou app da Secretaria da Fazenda e selecionar a opção entidades. Logo em seguida, ir em “doação de cupons com CPF” e selecionar a Associação Vida Jovem. Após a confirmação, toda compra que fizer e informar o CPF, contribuirá para a associação.

 

Projeto Velho Amigo

Créditos: divulgação

O Projeto Velho Amigo promove, desde 1993, o envelhecimento saudável a idosos em situação de vulnerabilidade social. Para o bem estar de todos e para atender às recomendações do Ministério da Saúde, a instituição suspendeu as atividades de seu núcleo em Heliópolis, mas conta com um time de educadores para reduzir a sensação de solidão aos idosos que atende. O projeto criou, por meio de uma vídeo conferência, o chamado Café Virtual, uma roda de conversa que une os idosos atendidos e busca transmitir conforto e informação de como se proteger do novo coronavírus.

Neste momento de isolamento o Projeto Velho Amigo agradece a todos que estão colaborando com a instituição ou manifestando apoio com mensagens de carinho. O projeto está cadastrando doadores, voluntários e quem deseja contribuir de alguma maneira. Os interessados devem entrar em contato pelo e-mail [email protected] ou pelo telefone (11) 94047-3533.

 

Recanto Bicho Feliz

O Recanto Bicho Feliz, com sede em Ibiúna, interior de São Paulo, é abrigo de 280 cães, incluindo deficientes e de idade avançada, e dois porcos. Dentre os cães, 70% estão disponíveis para adoção. O recanto realiza o trabalho de resgate, cuidados veterinários, vermifugação, vacinação, castração e doação, após os interessados passarem por um rigoroso processo de entrevista. Sem ajuda do governo, o abrigo conta com apoiadores voluntários e para levantar fundos, realiza a venda de camisetas com estampas de animais no valor de R$35,00, mais o frete. O valor arrecadado é totalmente revertido para manutenção do projeto. Quem quiser ajudar, basta escolher uma camiseta disponível no site.

 

Campanha colaborativa para auxílio de funcionários de hotéis, bares e restaurantes

Créditos: reprodução/Vida de Turista

O fechamento do comércio fez com que muitos garçons, cozinheiros, bartenders e funcionários de hotéis e restaurantes tivessem suas rendas familiares comprometida. Com salários reduzidos, fim de gorjetas e até mesmo demissões, o setor, que emprega mais de 6 milhões de pessoas, pede por socorro. Para auxiliar esses profissionais, a sommelière e consultora, Isadora Bello Fornari e o Embaixador Global de Cachaça e especialista em destilados, Maurício Maia, em parceria com Instituto Coruputuba e com a Arbórea Cachaça, lançaram um fundo de doações online.

Cada salário mínimo arrecadado com a campanha será convertido em cestas básicas, produtos de higiene e medicamentos aos beneficiários inscritos na ação, que serão selecionados tendo como base os dados de um formulário criado para identificar os trabalhadores que se encontram em situação de vulnerabilidade. Toda a arrecadação será por meio de crowdfounding e doações diretas.  Os interessados podem contribuir online com qualquer valor por meio do site da campanha. Também é possível ajudar com a divulgação do site com o formulário para funcionários do setor que necessitam de auxílio.

Sobre o autor

Olá, Eu sou Bruno Machado, sou estudante de jornalismo, tenho 21 anos e sobrevivo em São Paulo desde quando nasci. Minha relação com essa cidade é um clássico romance clichê, nos odiamos pelas manhãs, nos amamos ao decorrer do dia e me apaixono por suas noites. Em meio a essa selva-jardim de concreto, vou descobrindo cada dia locais que todo morador, turista e demais sobreviventes dessa cidade merecem visitar. No final das contas, Caetano tinha razão, "Alguma coisa acontece no meu coração, que só quando cruza a Ipiranga com Avenida São João".

Comentários