#EmCasacomSesc promove debates na série Ideias

Todos os dias, às 16h, o YouTube do Sesc São Paulo abre espaço para reflexões e trocas de experiências sobre os mais variados assuntos, com articuladores sociais e participação do público

Diariamente, às 16h, o público do #EmCasacomSesc poderá conferir debates sobre as principais questões que tencionam a agenda sociocultural e educativa atual. É a série Ideias, promovida pelo Sesc São Paulo por intermédio de seu Centro de Pesquisa e Formação (CPF) para incentivar o debate e a reflexão no contexto desafiador presente.

Em uma conferência virtual, o público pode interagir com debatedores e mediador por meio de perguntas e comentários. Um diálogo entre articuladores sociais ativos, como gestores, pesquisadores, pensadores, atores, médicos e profissionais de outros setores.

PROGRAMAÇÃO IDEIAS #EMCASACOMSESC

16 de maio, sábado – 16h
COLETIVOS CULTURAIS – Ações em territórios durante a pandemia – (Projeto 13 ao 20)
Nesta conversa, os gestores culturais Cleiton Ferreira, da Comunidade Cultural Quilombaque e Marcos Felipe, da Cia. Mungunzá de Teatro discutem como a pandemia do Covid-19 tem afetado os espaços culturais e como eles têm atuado em seus territórios para auxiliar a comunidade local. Também trarão reflexões sobre as mudanças que essa nova conjuntura traz para as ações culturais.
Participantes:
Cleiton Ferreira – Co-fundador e Coordenador da Comunidade Cultural Quilombaque
Marcos Felipe – Ator, jornalista e arte-educador
Mediação:
Bianca Santana – Jornalista, escritora, cientista social

17 de maio, domingo – 16h
PANORAMA INTERNACIONAL – Cultura em tempos de coronavírus
Diante do novo cenário mundial configurado a partir da pandemia provocada pelo COVID-19, especialistas em cultura internacional discutem perspectivas e possibilidades da retomada pós pandemia.
Participantes:
Manuel Gama – Prof. Universidade do MINHO (Portugal)
Renata Motta – Conselho Internacional de Museus (ICOM)
Mediação:
Aurea Vieira – Relações Internacionais Sesc

18 de maio, segunda-feira – 16h
ASPECTOS PSICOLÓGICOS E CULTURAIS DO ENVELHECER – Como a situação da Pandemia do Covid-19 afeta os idosos e seus contextos de vida
O SescTV realiza, nos dias 18 e 25/5, bate-papos relacionados ao processo de envelhecimento, mediados pela jornalista Beltrina Corte. No primeiro encontro, em 18/5, o psicanalista Jorge Forbes e os diretores Cláudia Erthal e Paulo Markun conversam a respeito dos aspectos psicológicos e culturais do envelhecer, e sobre como a pandemia causada pela Covid-19 afeta a vida dos idosos.
Participantes:
Jorge Forbes – Psicanalista
Claudia Erthal e Paulo Markun – Diretores da Série Envelhecer do SESCTV
Mediação:
Beltrina Corte – Professora da PUC/SP. Coordenadora do Núcleo de longevidade, envelhecimento e comunicação.

19 de maio, terça-feira – 16h
Luiz Gama jornalista e o Protagonismo Negro
Neste debate, o protagonismo de homens e mulheres negras, raramente mencionado na história do Brasil é representado pela figura de Luiz Gama, ex-escravo, autodidata, jornalista e escritor.
Participantes:
Ligia Ferreira – pesquisadora, professora da Unifesp e autora de “Lições de resistência: artigos de Luiz Gama na imprensa de São Paulo e Rio de Janeiro” (Edições Sesc)
Petrônio Domingues – Doutor em história, professor da UFS e autor de “Protagonismo negro em São Paulo” (Edições Sesc)
Mediação:
Dulci Lima – pesquisadora do Centro de Pesquisa e Formação do Sesc.

20 de maio, quarta-feira – 16h
REVISTA VIVA: O papel dos Cuidadores formais e informais de idosos em tempos de pandemia
Em uma live com Naira Dutra Lemos, debateremos seu artigo publicado na Revista Mais 60: estudos sobre envelhecimento nº 72, que trata sobre idosos que cuidam de idosos, sujeitos de direitos por vezes tão ou mais vulneráveis quanto aqueles de quem cuidam, e seu papel em tempos de pandemia.
Participante:
Naira Dutra Lemos – assistente social, professora afiliada da disciplina de Geriatria e Gerontologia da Unifesp, doutora em Ciências pela Unifesp, coordenadora da residência multiprofissional do Envelhecimento da Unifesp, do Programa de Assistência Domiciliar ao Idoso e do Ambulatório para Cuidadores (DIGG/Unifesp).
Mediação:
Danilo Cymrot, pesquisador do Centro de Pesquisa e Formação do Sesc São Paulo.

21 de maio, quinta-feira – 16h
Ética e cultura no contexto de pandemia
O encontro propõe a discussão sobre a relação entre a ética e a cultura com vistas às implicações provocadas pelo Covid-19, buscando refletir sobre o contexto pós pandemia. Os palestrantes trazem questões sobre as dinâmicas de desigualdade, de poder e de controle que condicionam os direitos, a liberdade e a autonomia dos indivíduos e das instituições a partir desse atual contexto de desenvolvimento da diversidade na rede.
Participantes:
Antônio Valverde – Doutor em filosofia. É professor titular do Departamento de Filosofia da PUC-SP, pesquisador de Ética e Filosofia Política – moderna e contemporânea -, coeditor da Revista de Filosofia Aurora. Membro do Comitê de Ética em Pesquisa da PUC-SP. Coordenador dos grupos de pesquisa “Renascimento: Ética, Política, Religião” e “Filosofia Política Contemporânea”.
Terezinha Rios – Doutora em educação (USP). Professora no Departamento de Teologia e Ciência da Religião na PUC-São Paulo. Autora de livros como ” Ética e Competência, Compreender e ensinar – por uma docência da melhor qualidade” (Cortez Editora) e “Filosofia na escola – o prazer da reflexão” e colunista da revista Nova Escola – Gestão Escolar, na seção “Ética na escola”.
Mediação:
Fernando Almeida – Filósofo e pedagogo, com doutorado em Filosofia da educação pela PUC-SP e pós-doutorado na área da Tecnologias da Educação, pelo CNPq/CNRS, em Lyon-FR. Foi secretário da Educação do município de São Paulo, vice-reitor da PUC-SP. Atualmente é professor titular do curso de pós-graduação em educação: currículo, na PUC-SP.

+ Sesc Digital
A presença digital do Sesc São Paulo vem sendo construída desde 1996, sempre pautada pela distribuição diária de informações sobre seus programas, projetos e atividades e marcada pela experimentação. O propósito de expandir o alcance de suas ações socioculturais vem do interesse institucional pela crescente universalização de seu atendimento, incluindo públicos que não têm contato com as ações presenciais oferecidas nas 40 unidades operacionais espalhadas pelo estado. Por essa razão, o Sesc apresenta o Sesc Digital, sua plataforma de conteúdo!

Saiba+: sescsp.org.br

Sobre o autor

Teve a ideia de criar o Sobreviva em São Paulo, foi lá e fez. Jornalista, trabalha com social media e gosta de uns rolês roots. Acampa no mato, sobe montanha e vive na selva de pedra. Já quis ser detetive, salvar o mundo e fugir com os ciganos. Tem uma relação de amor e ódio com São Paulo, fica para ouvir músicos de rua e corre para nunca chegar atrasada.

Comentários