Evento virtual no Sesc SP debate os efeitos da pandemia no turismo

Evento virtual no Sesc SP debate os efeitos da pandemia no turismo

Semana Virtual de Turismo para Todos, Solidário e Sustentável, analisa, em tempo real, o impacto da pandemia no setor e os horizontes após o fim da crise

Quais os caminhos possíveis para o turismo durante e pós-pandemia? Qual o papel, social e ambiental, que o turismo pode ocupar a partir desse novo paradigma que se impõe? Quais os impactos gerados pela atividade turística – e a falta dela – sobre os destinos? Estes são alguns dos tópicos que serão debatidos durante a Semana Virtual de Turismo para Todos, Solidário e Sustentável, realizada entre os dias 28 de maio e 4 de junho, pela Organização Internacional de Turismo Social (ISTO), no site do Sesc SP.

Evento online e totalmente gratuito tem programação composta por uma série de atividades que convida o público examinar o momento atual do turismo no mundo, o comportamento do turista no cenário anterior à pandemia e suas perspectivas futuras, por meio da reflexão crítica, da leitura artística sensível e da meditação atenta sobre as ações individuais dos viajantes.

Segundo o diretor regional do Sesc em São Paulo, Danilo Santos Miranda,  o turismo deverá se adaptar a uma nova realidade em um mundo pós-pandemia. “De agora em diante, o turismo social se reunirá ao turismo ecológico e sustentável, àquele que busca a ancestralidade nas ideias simples e na forma mais equânime de se relacionar com o meio ambiente, inclusive nos roteiros mais urbanos. Este é o único caminho para o turismo continuar a acontecer, pois a atividade turística predatória não é mais uma ação possível para com o planeta”, diz Miranda.

Confira a  programação:

Documentários

Gringo Trails -[EUA, 2013], dirigido pela antropóloga estadunidense Pegi Vail, parte da experiência pessoal de escritores, editores, fotógrafos e profissionais da indústria do turismo para mostrar os efeitos do turismo sobre a cultura, a economia e o ambiente, das florestas da Bolívia aos desertos de Timbuktu, nos últimos 30 anos.

 

Tem Gringo no Morro -[BRA 2013], produzido pelo SescTV e dirigido por Bruno Graziano e Marjorie Niele, documentário traça um retrato do turismo estrangeiro na favela da Rocinha, que costumava receber, todos os meses, mais de 3000 turistas, interessados desde a pobreza, até a violência, da geografia à arquitetura, da paisagem ao calor humano, da curiosidade ao assistencialismo. Longe de apresentar soluções, os documentários incitam à reflexão: quando as viagens retornarem, como poderemos nos tornar viajantes mais éticos e responsáveis?

 

Audiotour

Sobre isso que eu Queria te Falar – um audiotour para se fazer em casa. Julia está cuidando da casa de sua amiga Irene. Com o passar dos dias começam a ocorrer situações insólitas no apartamento. Em certo momento ela recebe um áudio de Irene com um pedido de favor. Para participar, é necessário apenas colocar fones de ouvido convencionais, conectados a um celular com acesso à internet, seguir as instruções passadas através do áudio e entrar na história. Livremente inspirado no conto “A Queda da Casa de Usher” de Edgar Alan Poe e em clima do romance “Robinson Crusoe” de Daniel Defoe, esta obra propõe uma breve viagem pelo interior do nosso lar.

 

Audiotour para Crianças

Viagem para dentro de Casa– Neste delicado vídeo-viagem da palhaça e bonequeira Genifer Gerhardt, com trilha sonora do músico Di Freitas, os pequenos são convidados a fazer um passeio por um lugar completamente inesperado: a própria casa. Cada porta que se abre, cada cômodo, os cheiros, sabores, sons e texturas, as plantas, para onde pode levar nossa imaginação?

 

Reflexões

Nas chamadas Ações Reflexivas, os participantes poderão participar de debates, cursos e entrevistas com especialistas, pesquisadores e professores da área.

Na série de vídeo-depoimentos “O Turismo e a Pandemia: uma análise em tempo real”, pesquisadores de diferentes áreas fazem, em sete episódios, considerações acerca dos impactos da pandemia sobre as viagens e o turismo. Mariana Aldrigui [USP e Conselho de Turismo da FecomercioSP], Rita de Cássia Ariza da Cruz [USP], Ricardo Antunes [Unicamp], Marcio Pochmann [Unicamp e Centro de Estudos Sindicais e de Economia do Trabalho (CESIT)], Andrea Rabinovici [Unifesp], Miriam Chnaiderman [Sedes Sapientiae] e Thiago Sebastiano de Melo (UFPel). Produção: CPF – Centro de Pesquisa e Formação do Sesc São Paulo e Sesc Thermas de P. Prudente.

Serviço

Quando?

Até 04 de junho

Onde?

https://www.sescsp.org.br/programacao/223108_SEMANA+VIRTUAL+DO+TURISMO+PAR%20A+TODOS#/content=programacao

Quanto Custa?

Gratuito

Classificação:

Livre

Sobre o autor

Olá, Eu sou Bruno Machado, sou estudante de jornalismo, tenho 21 anos e sobrevivo em São Paulo desde quando nasci. Minha relação com essa cidade é um clássico romance clichê, nos odiamos pelas manhãs, nos amamos ao decorrer do dia e me apaixono por suas noites. Em meio a essa selva-jardim de concreto, vou descobrindo cada dia locais que todo morador, turista e demais sobreviventes dessa cidade merecem visitar. No final das contas, Caetano tinha razão, "Alguma coisa acontece no meu coração, que só quando cruza a Ipiranga com Avenida São João".

Comentários