Premiado, O Desmonte volta no formato online

Premiado, O Desmonte volta no formato online

Um homem solitário que não sai de seu apartamento. Um rato a espreitá-lo. Melancolia. O Desmonte, um texto estreado ainda na pré-pandemia, parecia anunciar os novos e tristes tempos de coronavírus. 

Foto de uma cena da peça
Foto de Letícia Godoy

Em setembro, a peça volta a se apresentar, mas agora em uma versão ao vivo a partir do apartamento de Vitor Placca, intérprete do espetáculo escrito e dirigido por Amarildo Felix. Veiculada pelo Youtube e Facebook, a temporada se estende de 17 de setembro a 30 de outubro, de quinta a sábado, 20h. Os ingressos são gratuitos. A peça teve grande repercussão entre 2018 e 2019 após temporadas em espaços como Sesc Consolação, Teatro Pequeno Ato, Oficina Cultural Oswald de Andrade e em diversas cidades e festivais pelo país. Essa temporada acontece por meio da 10ª Edição do Prêmio Zé Renato de Apoio à Produção Artística e Desenvolvimento da Atividade Teatral para a Cidade de São Paulo.

A Montagem

A peça está ambientada em um apartamento, onde um homem vive sozinho avesso a amigos e visitas após o término de uma relação que anuncia a chegada de tempos tristes. No entanto, na madrugada de mais uma noite solitária, ele recebe a visita inesperada de um rato que aparece para destruir tudo e dar novo sentido à sua vida.
 
A adaptação da peça para o formato online precisou de ajustes mínimos no texto. “Há um trecho específico sobre como a personagem está armando uma ratoeira e, na versão online, que irá trazer para a concretude as referências de cinema e teatro, não fazia mais sentido anunciar essa ação. O que está mantido integralmente é o fluxo de consciência da personagem”, conta Amarildo.
 
O apartamento do ator Vitor Placca será o cenário de uma gravação em plano-sequência de 40 minutos operada por Amarildo. A adaptação para a linguagem das lives busca um híbrido do teatro com o cinema, reconfigurando as projeções do espetáculo e mesmo parte da própria atuação. A luz é assinada por Thiago Capella e a criação visual é Flávio Barollo.
 
Assim como na temporada presencial, a versão online contará com as projeções criadas por Barollo. “As edições de vídeo ao vivo contribuem para a criação de uma atmosfera mais densa. Ajudam a contar a história desse homem isolado em casa sobrepondo outras camadas de percepção e outros pontos de vista, como o do próprio rato procurado”, conta o ator Vitor Placca.
 
Nos palcos, as imagens eram projetadas na parede do teatro – agora entrecortam o plano-sequência, como forma de aproximar o máximo possível do público a experiência visual que o espetáculo oferece. As imagens se alternam entre uma animação antiga do personagem Mickey Mouse; um rato espreitando uma ratoeira e também uma duplicação deste homem no apartamento, representando o delírio da sua solidão. 

SINOPSE
O Desmonte trata do término de uma relação que anuncia a chegada de tempos tristes. A melancolia paira sobre um apartamento na cidade, onde um homem vive sozinho avesso a amigos e a visitas. No entanto, na madrugada de mais uma noite solitária, ele recebe uma visita inesperada: um rato aparece para destruir tudo e dar novo sentido à sua vida.
 
FICHA TÉCNICA
Dramaturgia e direção: Amarildo Felix
Atuação: Vitor Placca
Direção de arte: Antonio Vanfill
Iluminação: Thiago Capella
Videoarte e Plataforma Ao Vivo: Flávio Barollo
Produção: Gabrielle Araújo
Fotos: Letícia Godoy
Realização: Caboclas Produções
 
SERVIÇO
O DESMONTE
De 17 de setembro a 30 de outubro de 2020 | Quinta a sábado, às 20h*
*As sessões serão exibidas ao vivo e não ficarão registradas no canal. Acesso gratuito
OndeYouTube.com/caboclas e Facebook.com/odesmonte | Duração: 40 min. | Classificação: 14 anos
 

Sobre o autor

Publicitário apaixonado por fotografia, viciado em algumas séries (não muitas) e com um gosto musical bem eclético, comer de tudo e não engordar me faz feliz!

Comentários