Habbo Hotel recebe posto de  vacinação para conscientizar adolescentes

Habbo Hotel recebe posto de vacinação para conscientizar adolescentes

Iniciativa busca divulgar o Movimento Vacina Brasil

Famoso entre adolescentes, Habbo Hotel já foi febre entre os amantes de jogos online nos anos 2000. O social game simula um hotel com inúmeros quartos e tem mais de 400 mil jogadores ativos mensalmente. O game ganhará um novo espaço que ficará disponível até o final deste mês. Um posto de vacinação,  similar ao do Sistema Único de Saúde (SUS). Iniciativa busca divulgar o Movimento Vacina Brasil, importante ação da Campanha Nacional de Multivacinação, realizada pelo Ministério da Saúde, para convocar crianças e adolescentes menores de 15 anos para atualizar a caderneta de vacinação. 

Os jogadores serão direcionados ao posto e estimulados a responderem questões sobre o tema. Feito isso, cada um deles receberá um emblema do Movimento Vacina Brasil, que ajudará a proteger e conscientizar toda a comunidade do Habbo Hotel.

“Muitos desenvolvedores de games se empenham ao máximo para simular acontecimentos da vida real e o engajamento dos jogadores é muito grande. Realizar a ação dentro do Habbo Hotel, foi a escolha perfeita para impactar os jovens e fazer com que as informações recebidas sobre a importância da vacinação sejam repassadas para suas famílias e amigos”, explica Leandro Veríssimo, country manager da Azerion, grupo da qual a Sulake, empresa criadora do icônico Habbo Hotel, pertence. Ainda segundo Veríssimo, ação reforça a função social dos jogos. 

É possível jogar Habbo Hotel por meio de um site próprio após a realização de um cadastro ou login pelo Facebook. A plataforma é destinada para maiores de 13 anos e conta com uma diversos de mini-games e campanhas por temporada. O jogo também apresenta uma série de sete dicas de segurança online para proteção de seus jogadores e um guia de informações para os pais

Sobre o autor

Bruno Machado é jornalista e sobrevive em São Paulo desde quando nasceu. Sua relação com essa cidade é um clássico romance clichê: se odeiam pelas manhãs, se amam ao decorrer do dia e é apaixono por suas noites. Em meio a essa selva-jardim de concreto, descobre a cada dia, locais que todo morador, turista e demais sobreviventes dessa cidade merecem conhecer. No final das contas, Caetano tinha razão, "Alguma coisa acontece no meu coração, que só quando cruza a Ipiranga com Avenida São João".

Comentários