Oficinas Culturais propõem atividades dedicadas ao mês da Consciência Negra

Oficinas Culturais propõem atividades dedicadas ao mês da Consciência Negra

Em homenagem ao mês da Consciência Negra, programação on-line inclui bate-papos, oficinas e workshop

As Oficinas Culturais, possuem diversas atividades on-line e gratuitas em homenagem ao dia da Consciência Negra, que faz referência à morte de Zumbi dos Palmares no dia 20 de novembro de 1695. A programação convida o público a refletir sobre a data com bate-papos, oficinas e workshop.

A live Arte em Diáspora: Experiências Guinée Connakry, Tunisia e Brasil tem como objetivo discutir sobre as estratégias que os artistas convidados encontram para dialogar com as imagens e visões de África, seja para questionar significados já consolidados, ou mesmo, para analisar velhos estereótipos advindos do racismo epistemológico que hierarquiza saberes, pessoas e países. 

Oficina Cultural Alfredo Volpi
LIVE: Arte em Diáspora: Experiências Guinée Connakry, Tunisia e Brasil
Com: Fanta Konatê
Mediação: Kelly Santos
Data e horário: 12/11 – quinta-feira – 15h 
Inscrições: Exibição aberta, sem a necessidade de inscrição.
Faixa Etária: Atividade Livre
Plataforma de exibição: Youtube – canal Oficinas Culturais

O Ciclo de encontros Diálogos contemporâneos sobre arte e sociedade consiste num ciclo de três encontros nos quais, por meio de imagens de obras de arte pré-selecionadas, se discutirão as múltiplas dimensões das dinâmicas raciais no Brasil e suas repercussões nas mais variadas esferas da vida. 

Oficina Cultural Oswald de Andrade
Ciclo de encontros Diálogos contemporâneos sobre arte e sociedade
Coordenação:  Wallesandra Souza Rodrigues I  Leonardo Fabri I Deri Andrade
13 a 27/11 – sextas-feiras – 19h30 às 20h30
Público: Pesquisadores, artistas, educadores, criadores e interessados em geral
Plataforma de exibição: Zoom 
Inscrições: 21/10 a 11/11
Indicação: maiores de 18 anos
Local: Atividade Não Presencial e Coordenação à Distância
https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/fb580da97fdc843019c5d4609038612d

Na quinta-feira seguinte, a live O legado das mestras e mestres – Preta Leste 5 anos tem o intuito de apresentar as estratégias de resistência de Soraia Aparecida, da Cia de Cultura Popular Lelê de Oyá e de Pedro Peu, do grupo Batakerê. Criada em 2016, a Preta Leste surgiu com o objetivo de pautar as questões étnico-raciais e a valorização dos saberes culturais de origem afrobrasileira. 

Oficina Cultural Alfredo Volpi
LIVE: O legado das mestras e mestres – Preta Leste 5 anos
Convidados: Soraia Aparecida e Pedro Peu
Mediação: Kelly Santos
Data e horário: 19/11 – quinta-feira – 15h
Inscrições: Exibição aberta, sem a necessidade de inscrição.
Faixa Etária: Atividade Livre
Plataforma de exibição: Youtube – canal Oficinas Culturais.

Pensar o corpo como terreiro, reflexão cunhada por Luiz Antonio Simas, é pensar as corporeidades negras em diáspora como assentamento de saberes, de onde se manifestam múltiplas sabedorias de África transportadas pelo Atlântico. Esse movimento só foi possível através do corpo, suporte de memória, que nos rituais reinventa mundos e desafia a dinâmica da vida. A grande sábia do candomblé Nagô da Bahia, Ebomi Cici, discorrerá sobre a encruzilhada dos Rituais Sagrados X Corporeidades Negras. 

Oficina Cultural Alfredo Volpi
Rituais Sagrados X Corporeidades Negras
Coordenação: Núcleo de Estudos em Corporeidades Negras
Com: Ebomi Cici
Mediação: Kelly Santos
Data e horário: 26/11 – quinta-feira – 15h às 16h
Inscrições: Exibição aberta, sem a necessidade de inscrição.
Participação: Aberta ao Público
Plataforma de exibição: Instagram @nucleocorporeidades

Workshop virtual de dança afro, será retratada a beleza da diversidade étnica cultural através da expressão corporal. Com música ao vivo e o ritmo marcado pelos instrumentos de percussão, as coreografias contarão com movimentos policêntricos característicos da dança, permitindo aos participantes vivenciarem esta expressão que recebeu influências de diversas manifestações do universo cultural afro-brasileiro. 

Oficina Cultural Maestro Juan Serrano
Workshop virtual de dança afro
Coordenação: Amanda Ferreira.
Data e horário: 20/11 – sexta-feira – 17h às 18h30
Faixa Etária: Atividade Livre
Inscrições: Exibição aberta, sem a necessidade de inscrição.
Plataforma de exibição: Zoom com interação AO VIVO e retransmissão pelo Facebook: @OficinasCulturais
*Somente quem estiver presente na sala virtual do Zoom poderá interagir diretamente com a coordenadora e demais participantes; 
**Para estar presente na sala virtual, o interessado deverá entrar em contato para solicitar a inclusão através do Whatsapp (11) 3971-3640.

Os participantes da atividade A influência africana na culinária brasileira irão preparar no fogão de suas casas uma receita que expressa resistência cultural, ancestralidade e identidade. Com ingredientes próprios ou kits retirados na Oficina Cultural, será preparado um dos pratos mais simbólicos do país e que leva para a panela sabores, aromas e cores marcantes, uma Moqueca de Caju e Farofa de Coco com Amendoim, tradição que expressa a herança africana aqui no Brasil. O material será disponibilizado gratuitamente para Delivery Cultural. Os ingredientes necessários para quem deseja comprar seu próprio kit são: coco desidratado, caju, pimentões coloridos, tomate, cebola, gengibre, pimenta, coentro, amendoim, azeite de dendê, sal, chimichurri e páprica. 

Oficina Cultural Maestro Juan Serrano
A influência africana na culinária brasileira
Coordenação: Menina Brasileira – Cozinha Ecogastronômica.
Data e horário: 21/11 – sábado – 10h15 às 12h15
Faixa Etária: maiores de 18 anos
Participação: Inscrição Individual
Inscrições: até 11/11 no link: https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/ae196a7aa3d84ff79ea56c1ca54f0332
Plataforma de exibição: Zoom – Atividade com interação AO VIVO! 

Trilha histórica do mês da consciência negra: os fatos que marcaram o movimento negro é uma ação proposta pelo Projeto Afro, que apresentará os principais fatos históricos das últimas décadas, que culminaram no Mês da Consciência Negra no Brasil e na criação da data de 20 de Novembro, Dia da Consciência Negra. Leonardo Fabri, sociólogo e cientista político, e Deri Andrade, do Projeto Afro, debatem as datas, reativando a importância de lembrá-las para entendermos as atuais discussões sobre a luta antirracista, apresentando um panorama histórico e relevante dos fatos, relacionando com obras de alguns artistas mapeadas pelo Projeto. 

Oficinas Culturais – Programa de Formação para o Interior
Trilha histórica do mês da consciência negra: os fatos que marcaram o movimento negro
Com Leonardo Fabri e Deri Andrade
Data e horário: 25 de novembro, das 18h às 20h
Inscrições: até 16 de novembro
100 vagas
Seleção: ordem de inscrição
Plataforma de exibição: Zoom
Público: A partir de 16 anos.
Link do formulário: https://forms.gle/Dp2yusa3NagzxAvu6

O grupo Cordão de Ouro irá apresentar algumas danças afro-brasileiras difundidas em todo o mundo pela Capoeira. Serão apresentados o Maculelê – manifestação cultural oriunda da cidade de Santo Amaro da Purificação, a Dança Guerreira – combinação de movimentos plásticos e agressivos utilizando lanças e escudos, Puxada de Rede – representação folclórica que transforma o labor fatigante da pesca em uma interessante atração das praias baianas. Simultaneamente, o artista visual Manu Muniz, estará ilustrando estas expressões com pinturas que serão criadas ao vivo. 

Oficina Cultural Maestro Juan Serrano
Palco Virtual: Danças Afro-Brasileiras da Mãe Capoeira
Coordenação: MESTRE CORUJA.
21/11 – sábado – 15h às 16h
Faixa Etária: Atividade Livre
Instruções Gerais: Plataforma: Zoom e retransmissão no Facebook: @OficinasCulturais
Orientações Gerais: *Somente quem estiver presente na sala virtual do Zoom poderá conversar diretamente com os convidados; 
**Para estar presente na sala virtual, o interessado deverá entrar em contato para solicitar a inclusão através do Whatsapp (11) 3971-3640.

O debate sobre afrofuturismo na literatura é a proposta do Projeto Afro na conversa Literatura e fantasia negra: histórias de afeto e afrofuturismo, ao ponto que apresenta importantes ações no campo literário, como a criação da Livraria Africanidades, de Ketty Valêncio. Além da empreendedora, o encontro terá a participação de Ale Santos, escritor e colunista, com livros que tratam de história, ficção e fantasia afroamericana e afrofuturista. 

Equipamento: Oficinas Culturais – Programa de Formação para o Interior
Literatura e fantasia negra: histórias de afeto e afrofuturismo
Com Ketty Valêncio e Lu Ain-Zaila, mediação de Deri Andrade
Data e horário: 4 de dezembro, das 18h às  20h
Inscrições: 22 de outubro a 19 de novembro
100 vagas
Seleção: ordem de inscrição
Plataforma de exibição: Zoom
Público: A partir de 16 anos.
Link do formulário: https://forms.gle/Uyo7bxgLs5xQdfnX

Sobre o autor

Desenvolvi a identidade visual do Sobreviva em São Paulo e criei o blog quando a página no Facebook tinha mais ou menos um ano. Atualmente, além de produzir contéudo para o blog e cuidar do back-end, tenho foco no gerenciamento dos perfis do Instagram e Pinterest. Sou graduado em publicidade e propaganda, pós graduado em gestão empresarial e marketing pela ESPM e trabalho em uma agência de publicidade.

Comentários