Pizzari Kadalora com nova unidade no Butantã

Pizzari Kadalora com nova unidade no Butantã

A rede de pizzarias Kadalora inaugurou há poucos metros o antigo endereço uma nova loja – que tem como conceito oferecer mais conforto e espaço aos clientes, sem perder as características que conquistam o público há 28 anos. 

Dividida em três ambientes – salão interno, salão externo e garden-varanda,  a casa possui capacidade total de 186 lugares. A área de garden-varanda contempla uma ampla vista para a Av Benjamin Mansur e a movimentada Av. Corifeu de Azevedo Marques.

A área também dá o charme mais descontraído para a unidade, característica que era um dos pontos principais da antiga loja, localizada há poucos metros e que tinha grande apelo entre o público universitário da região, contando agora com a presença de   um coqueiro e mesas de madeira para a decoração.    

O salão interno é a menor área da nova unidade e também um espaço mais intimista, decorado com bancos nas cores da marca e algumas mesas, que podem ser usadas como área de espera para retirada de pedidos. 

Já o salão externo possui capacidade aproximada para 100 pessoas e é uma opção, no  futuro,  para realizar eventos corporativos e demais celebrações. A área conta com paisagismo simples, com um canteiro de folhagens e pé direito alto. 

A casa opera seguindo todos os protocolos, tais como restrições de mesas para até 6 pessoas, redução da capacidade e espaçamento entre mesas.

    

Novidades

A  unidade será a primeira da rede a implementar  no cardápio uma carta de drinks e outras bebidas, como soda italiana nos sabores de maçã-verde e frutas vermelhas e chá gelado disponível no tradicional chá preto, limão, pêssego, cranberry e grenadine.   A carta de cervejas é composta pela Petra, Black Princess, Cacildes e Itaipava Premium.  

 

Serviço 

Endereço: Av Benjamin Mansur, 259 – Butantã 
Funcionamento: Todos os dias, a partir das 18h  

Sobre o autor

Teve a ideia de criar o Sobreviva em São Paulo, foi lá e fez. Jornalista, trabalha com social media e gosta de uns rolês roots. Acampa no mato, sobe montanha e vive na selva de pedra. Já quis ser detetive, salvar o mundo e fugir com os ciganos. Tem uma relação de amor e ódio com São Paulo, fica para ouvir músicos de rua e corre para nunca chegar atrasada.

Comentários