Programa Jovem Aprendiz: Entenda como funciona

Programa Jovem Aprendiz: Entenda como funciona

O programa Jovem Aprendiz prepara aqueles que não possuem experiência profissional para a conquista do primeiro emprego. Tal iniciativa foi desenvolvida pelo Governo Federal e desde sua criação, milhões de jovens já foram auxiliados.

Todo o programa é baseado na Lei da Aprendizagem e esta favorece tanto o empregado como o empregador. Segundo dados do IBGE, a taxa de desemprego entre os jovens com idade entre 18 e 24 anos ficou em 27,3% em 2019.

Com o Jovem Aprendiz é possível que este índice seja reduzido significativamente já que um dos principais motivos para o desemprego deste público específico, é a falta de experiência. Continue sua leitura para sanar todas as suas dúvidas a respeito deste programa.

Programa Jovem Aprendiz: o que é?

Conforme brevemente mencionado, o programa Jovem Aprendiz foi estabelecido pelo Governo Federal no ano 2000.Todas as medidas tomadas através desta alternativa tem como objetivo incentivar a inserção dos jovens no mundo trabalhista.

Sendo assim, foi definido que médias e grandes empresas devem obrigatoriamente ter entre 5% e 15% de aprendizes no seu quadro geral de funcionários. Para que os contratantes não fossem afetados, a cobrança de impostos foi reduzida.

Ademais, todos aqueles que desejam fazer parte do Jovem Aprendiz devem primeiramente seguir os requisitos presentes na lei e quando contratados, terão direito a benefícios e também haverá assinatura na Carteira de Trabalho do jovem.

Requisitos para ser Jovem Aprendiz

O público alvo principal do Jovem Aprendiz são jovens e adolescentes com idade entre 14 e 24 anos. Para que seja possível conquistar uma vaga, o indivíduo também precisa estar cursando ou já ter concluído o ensino fundamental e médio.

Outra exigência é que o interessado tenha boa frequência escolar e é importante frisar que adolescentes com idade entre 14 e 18 anos terão prioridade. Neste caso em específico, o jovem não poderá desempenhar trabalho noturno ou fazer hora extra.

O contratado deverá cumprir com a carga horária que deve ser entre 6 e 8 horas diárias e ainda frequentar regularmente um curso de capacitação profissional totalmente gratuito, que seja disponibilizado por uma instituição parceira.

Qual a atuação do Jovem Aprendiz?

Todos aqueles que optarem por participar do programa Jovem Aprendiz irão adquirir uma formação técnico-profissional. Sendo assim, estes irão obter conhecimentos teóricos a respeito da área e poderão desempenhar atividades práticas na empresa.

As funções desempenhadas pelo Jovem Aprendiz serão básicas e terão como intuito principal a capacitação do indivíduo, de forma que o mesmo possa obter experiência que facilitará sua busca por empregos fixos no futuro.

Logo que o jovem ingressa em uma empresa através do programa, ele contará com um monitor responsável que terá como função principal o acompanhamento e desenvolvimento do aprendiz, também prestando esclarecimento de eventuais dúvidas.

Quais são os benefícios?

Uma das principais vantagens em relação ao programa Jovem Aprendiz é que todos os contratados como tal terão seus direitos assegurados. Sendo assim, a lista de benefícios disponibilizada incluem:

  • FGTS de 2%;
  • Férias remuneradas;
  • Seguro de vida;
  • Vale transporte;
  • Vale alimentação;
  • Registro na Carteira de Trabalho;
  • Remuneração mensal.

O salário oferecido para o Jovem Aprendiz será calculado com base no salário mínimo do ano vigente e horas trabalhadas mensalmente. Dependendo da empresa, os contratados podem ter acesso a benefícios adicionais muito interessantes.

Como funciona o contrato

O contrato de trabalho no Jovem Aprendiz se trata de um tipo de acordo especial e este definirá os compromissos dos empregados para com o contratado. Tal documento estabelece a duração do vínculo empregatício que pode ser de 12 meses a 24 meses.

Neste documento deve haver informações imprescindíveis como qualificação da empresa, qualificação do aprendiz, designação da função do jovem, jornada de trabalho, salário, identidade da instituição que oferece o curso e responsabilidades das partes.

Logo após o desenvolvimento do contrato, é muito importante que ocorra anotações na Carteira de Trabalho e também no livro de registro da empresa. Vale frisar ainda, que os jovens não podem ser demitidos por motivo de redução no quadro de empregados.

Como se inscrever no programa Jovem Aprendiz

Se você atendeu aos requisitos básicos mencionados anteriormente para participar desse programa e agora deseja concorrer por uma vaga, será necessário efetuar a sua inscrição e atualmente, a grande maioria das empresas as oferecem.

O Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) é uma das instituições que oferecem oportunidades anualmente e o intuito da mesma é fazer a seleção dos jovens e então encaminhá-los para empresas que se enquadrem em seu perfil.

Ademais, também é possível pesquisar outras instituições credenciadas ou então buscar diretamente pelas vagas de Jovem Aprendiz disponíveis nos sites oficiais de grandes empresas, que incluem varejistas, bancos, hipermercados, etc.

Como é realizado o processo seletivo

Logo que os interessados encontram instituições confiáveis para participar do programa Jovem Aprendiz, haverá uma análise criteriosa dos currículos e também uma posterior entrevista caso o indivíduo não seja desclassificado devido ao não cumprimento de requisitos.

Algumas empresas específicas também podem aplicar testes básicos para saber um pouco mais quanto ao conhecimento do jovem naquela área específica, porém, você será avisado caso este seja o caso da instituição de seu interesse.

 

Sobre o autor

Desenvolvi a identidade visual do Sobreviva em São Paulo e criei o blog quando a página no Facebook tinha mais ou menos um ano. Atualmente, além de produzir contéudo para o blog e cuidar do back-end, tenho foco no gerenciamento dos perfis do Instagram e Pinterest. Sou graduado em publicidade e propaganda, pós graduado em gestão empresarial e marketing pela ESPM e trabalho em uma agência de publicidade.

Comentários