O Carnaval de Rua 2020 em números, segundo a Prefeitura

O Carnaval de Rua 2020 em números, segundo a Prefeitura

Com uma expectativa de público de 15 milhões de pessoas, a festa paulistana se consolida como uma das principais do país

Segundo a Prefeitura de São Paulo, a capital paulista realizará, em 2020, o maior carnaval da sua história e um dos mais imponentes do Brasil. São 678 desfiles aprovados e autorizados oficialmente, 38,5% a mais do que no ano passado, quando ocorreram 490 desfiles. Eles estarão distribuídos em 468 pontos da cidade e devem atrair 15 milhões de pessoas neste ano, de acordo com projeções dos blocos, superando os 14 milhões do ano anterior.

A ocupação das ruas da maior cidade do país durante a celebração do Carnaval de Rua 2020, que começou no dia 15 de fevereiro (pré-carnaval) e vai até 1° de março (pós-carnaval), projeta um impacto econômico na capital paulista que deve ultrapassar os números do Carnaval de 2019, que movimentou R$ 2,3 bilhões (carnaval de rua + Sambódromo do Anhembi), segundo pesquisa do Observatório do Turismo da Prefeitura de São Paulo.

Segurança
A Secretaria Municipal de Segurança Urbana (SMSU) informa que, durante todo o período da festa, haverá quatro drones em apoio aos órgãos de segurança pública na visualização de possíveis conflitos, deslocamento do efetivo e auxílio à CET. Esses drones serão utilizados em períodos e locais definidos em conjunto com os organizadores do evento.

O programa City Câmeras, da Prefeitura, por meio do videomonitoramento em tempo real, contará com mais de 3 mil imagens das vias públicas de São Paulo. O objetivo é aumentar a sensação de segurança dos foliões.

Saúde
A cidade de São Paulo terá 20 postos médicos montados pela Prefeitura em estruturas fixas provisórias nas localidades com grande concentração de pessoas (desfiles de blocos), nos dias de evento. O funcionamento iniciará duas horas antes do horário marcado para o evento no local e será encerrado somente quando a Polícia Militar der por encerrada a programação nos locais. Cada posto médico contará, no mínimo, com 10 profissionais: dois médicos, um enfermeiro e sete técnicos de enfermagem.

Banheiros químicos
Estará disponível a média de 2.750 unidades de banheiros químicos por dia (2.500 unidades comuns mais 250 unidades destinadas a portadores de necessidades especiais), em 8 dias de desfiles (já iniciados no último dia 15). O total máximo é de até 22 mil diárias de banheiros químicos no Carnaval de Rua 2020. Esse número pode sofrer alterações durante a execução do evento.

Vale ressaltar que esses são dados divulgados no site oficial da Prefeitura de São Paulo (www.capital.sp.gov.br). Para saber mais detalhes sobre o Carnaval de Rua 2020 da capital paulista, acesse este link.

Observação: o Sobreviva em São Paulo não se responsabiliza por possíveis mudanças nas informações acima, válidas até a data de publicação.

Sobre o autor

Publicitário, especializado em Marketing e Comunicação Integrada. Amante da vida, encantado por pessoas e suas singularidades. Fã inveterado de filmes de terror, ouvinte assíduo de música jamaicana e rock pesado. Vive uma relação de amor e ódio com São Paulo. E, claro: Vai, Corinthians!

Comentários