Parque Buenos Aires completou seu 108º aniversário na sexta-feira

Parque Buenos Aires completou seu 108º aniversário na sexta-feira

Mais que centenário e patrimônio do bairro de Higienópolis, o Parque Buenos Aires (Av. Angélica, 1.500 – Higienópolis) comemorou na última sexta-feira seu aniversário de número 108.

Criado em 24 de setembro de 1913, o local foi considerado praça até 1987, tendo sido projetado pelo arquiteto paisagista francês Bouvard para preservar a vista sobre o Vale do Anhangabaú. A ideia inicial previa uma elevação central com mirante, onde foi instalado um telescópio e um espelho d´’água.

As esculturas se destacam ali, como o “Veado Atacado” e o “Leão Atacado”, originárias da França e esculpidas em bronze, além da “Mãe”, de Caetano Fraccaroli, esculpida num só bloco de mármore. O estilo musical e a dança típica da Argentina também são homenageados na obra “O Tango”, de Roberto Vivas, feita em bronze e granito. Também faz parte do acervo a cópia da escultura em bronze “Emigrantes”, de Lasar Segall. Está sendo finalizado o restauro do chafariz “Anfitrite e Tritão”. Na mitologia grega, Anfitrite é uma deusa do mar e Tritão um deus violento, normalmente representado com uma concha marinha na mão. Quando a soprava, produzia um ruído muito potente.

O Parque Buenos Aires é tombado pelo CONPRESP (Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo) e possui uma área para apresentações culturais chamada “Praça das Mães”, um gramado para piquenique, playground, aparelhos de ginástica e um “cachorródromo” (cercado para cães). É um local para contemplação, caminhadas e relaxamento, muito utilizado para meditações. Os sanitários são acessíveis.

No parque, já foram registradas 80 espécies vasculares, das quais estão ameaçadas de extinção o palmito-jussara, o jequitibá-rosa, o pau-brasil e o pinheiro-do-paraná. A vegetação é composta por bosque heterogêneo, áreas ajardinadas, alamedas e gramados. Em sua fauna, foram catalogadas 57 espécies, sendo 50 aves (como o tico-tico, sabiá-laranjeira e o pardal), duas de mamíferos (gambás-de-orelha-preta e saguis), uma de molusco, duas de insetos e outras duas de aranhas. Para saber mais sobre o parque, acesse este link.

E você, já teve a oportunidade de conhecer o Parque Buenos Aires? O que mais gosta de fazer no local? Conta pra gente nos comentários! 😉

Fonte: Secretaria Especial de Comunicação/Prefeitura de São Paulo

Foto de topo: Youtube/Áreas Verdes das Cidades

Sobre o autor

Publicitário, especializado em Marketing e Comunicação Integrada. Amante da vida, encantado por pessoas e suas singularidades. Fã inveterado de filmes de terror, ouvinte assíduo de música jamaicana e rock pesado. E, claro: Vai, Corinthians!

Comentários