Shape no Beco, o projeto que une skate, arte e solidariedade

Shape no Beco, o projeto que une skate, arte e solidariedade

Entre outras consequências, a pandemia fez a sociedade protagonizar diversas histórias, sejam de superação, ajuda ao próximo, (re)descobertas, recomeços etc. Em meio a isso, é fato que muita gente se uniu para dividir e sanar a dor do outro. É uma dessas histórias de coletividade e solidariedade que deu origem ao projeto Shape no Beco.

Há alguns meses, o skatista Rico Cabral morreu em decorrência da Covid-19 e deixou esposa e um filho com apenas meses de idade. Além disso, antes de morrer, Rico havia perdido sua loja de skates por conta das consequências econômicas e sociais provocadas pela Covid-19.

Após a morte do skatista, os donos de três galerias das proximidades do Beco do Batman, na Vila Madalena, onde ficava também a loja de Rico, se juntaram com o intuito de ajudar a família do amigo finado. Helder Kanamaru, da Ziv Galeria (Rua Gonçalo Afonso, 119 – Jd. das Bandeiras), comprou 50 shapes que sobraram da loja de Rico e chamou os amigos Tito Bertolucci, da galeria Alma da Rua (Rua Gonçalo Afonso, 96 – Jd. das Bandeiras), e Cristiano Kana, da galeria A7MA (Rua Medeiros de Albuquerque, 250 – Jd. das Bandeiras), para ajudarem.

Os três então chamaram artistas gráficos para pintarem esses shapes a fim de disponibilizá-los para leilões visando a venda ao público geral.  A verba arrecadada nos leilões, que terão valores entre R$500,00 e R$1.950,00, será dividida em: 40% destinado à família de Rico Cabral, 40% para os artistas que pintaram e deram suas identidades aos shapes, e 20% para o Movimento Beco do Batman, que ajuda comerciantes da Vila Madalena durante a pandemia.

Alguns artistas que participaram do projeto são EDMX, Binho Ribeiro, Mari Pavanelli, Polesi, Tche, Chivitz, Afolego, Elvis Mourão, entre muitos outros nomes da street art nacional.

Sendo assim, no próximo dia 11 (quinta-feira) será aberta na Ziv Galeria uma exposição de todos os shapes customizados para o projeto Shape no Beco. No dia 12 (sexta-feira), os 50 shapes serão espalhados nas 3 galerias do projeto (galerias Alma da Rua e A7MA, além da Ziv) e, depois de 15 dias, serão expostos em restaurantes e bares nas imediações da Vila Madalena, para que seja feito o leilão.

Quem tiver interesse em dar lances em um ou mais shapes disponibilizados no Shape no Beco pode acompanhar as galerias ZIV (@zivgallery), A7MA (@a7magaleria) e Alma da Rua (@galeriaalmadarua) nas redes sociais para ficarem por dentro dos próximos passos do projeto.

Foto de topo: Assessoria de Imprensa

 

Observação: o Sobreviva em São Paulo não se responsabiliza por possíveis mudanças nas informações acima, que são válidas até a data de publicação.

Sobre o autor

Publicitário, especializado em Marketing e Comunicação Integrada. Amante da vida, encantado por pessoas e suas singularidades. Fã inveterado de filmes de terror, ouvinte assíduo de música jamaicana e rock pesado. E, claro: Vai, Corinthians!

Comentários