Bon Jovi faz show repleto de hits e encanta os fãs no SPTrip

Bon Jovi faz show repleto de hits e encanta os fãs no SPTrip

Com a realização do Rock In Rio 2017, algumas das maiores atrações do festival e outras bandas convidadas marcaram shows também na Terra da Garoa, formando assim um festival que tem a duração de quatro noites: o São Paulo Trip.

Previsto para acontecer nos dias 21, 23, 24 e 26 de setembro, o SPTrip (como o festival é também chamado) tem como headliners quatro bandas consideradas gigantes do rock mundial, que costumam lotar casas de show e estádios por onde passam. Elas são o The Who, o Bon Jovi, o Aerosmith e o Guns N’ Roses.

O dia 23, um sábado, segundo dia do SPTrip, marcou a volta à São Paulo de uma banda extremamente competente em sua vertente, que podemos chamar de “hard rock romântico”: o Bon Jovi. Diversos hits, a maioria surgida nos anos 90, construíram o sucesso que o grupo liderado pelo vocalista Jon Bon Jovi tem até hoje.

O final da tarde daquele sábado já era cenário de uma grande circulação de fãs do grupo nos arredores do Allianz Parque, arena que recebe os shows das quatro noites do festival.

Entre os fãs, via-se uma maioria feminina, mas também havia muitos homens. As faixas etárias variavam: tinha gente na casa dos 40 e dos 30 anos, mas também havia pessoas com seus 20 e poucos, mostrando que a banda, mesmo tendo seu ápice nos anos 90, ainda é capaz de agradar todas as idades.

O Allianz Parque foi lotando aos poucos, cada vez mas seus espaços foram sendo preenchidos. O show de abertura da noite, que começou pouco antes das 20h, foi do The Kills, dupla de indie rock formada pela norte-americana Alison Mosshart (vocais e guitarra) e pelo britânico Jamie ‘Hotel’ Hince (vocais e guitarra), que, com seus músicos de apoio, fizeram uma apresentação competente e procuraram animar a plateia, cuja grande maioria nitidamente não conhecia o som do duo.

The Kills

O Bon Jovi subiu ao palco aproximadamente na hora prevista, 21h30, arrancando sorrisos e suspiros da plateia, que já se mostrava ansiosa. “This House Is Not For Sale”, faixa-título do último álbum da banda, abriu a apresentação, seguida por “Raise Your Hands” e “Knockout” – esta última também do disco mais recente. A galera não decepcionou em cantou junto com Jon Bon Jovi, mesmo as músicas novas. Depois, “You Give Love A Bad Name” foi o primeiro grande hit executado, sucedido por outro hit, “Born To Be My Baby”. Aliás, hits foi o que não faltou na apresentação, que praticamente foi um passeio pela carreira do grupo.

E assim o show seguiu, sempre com os músicos e a plateia em perfeita harmonia. Jon Bon Jovi foi uma figura a parte: fez poses (com direito a “cara de galã”), pulou, dançou, tocou chocalho (em “Keep the Faith”), dançou tocando chocalho, e deixou o público em êxtase. Porém, alguns momentos são destacáveis: em “Bed of Roses”, 12ª música executada, uma fã subiu ao palco e fez o que provavelmente a maioria das mulheres presentes queriam (sonhavam?) fazer: arrancou de Jon um selinho bem caprichado! Deu pra ver a sensação de encantamento nos olhos da guria quando ela se viu frente a frente com o cantor, o abraçou como se o mundo fosse acabar e dançou (sim, dançou!) com ele um trecho da música.

Após a típica parada que as bandas dão na reta final dos shows, aconteceram outros dois lindos momentos: assim que voltou ao palco, o Bon Jovi tocou “Always”, grande sucesso que ficou de fora dos shows da banda no Brasil (Porto Alegre, dia 18, e Rock In Rio, dia 22), ausência bastante sentida pelos respectivos fãs. É claro que a galera daqui foi ao delírio quando ele começou a música no Allianz Parque!

O outro momento memorável veio logo na sequência, quando, ao tocar “Livin’ On A Prayer”, outro megassucesso, Jon Bon Jovi abdicou de cantar para ouvir o público do Allianz Parque, que, em uníssono, cantou com muita emoção um bom trecho da canção. Aliás, emoção era o que se via nos olhos de Jon nesse momento, ao ver milhares de pessoas cantarem sua música…

Ao final, o grupo fez mais uma breve parada e retornou para tocar “These Days”, o único hit que faltava na noite. A despedida, após “These Days”, deixou nos fãs um  gosto de “quero mais” misturado a uma sensação de terem assistido um show inesquecível… graças aos bons moços de New Jersey e seus intermináveis carisma e talento.

Confira o setlist executado pelo Bon Jovi no São Paulo Trip:

Foto: Catto Comunicação

 

Fotos (exceto a última): Ricardo Matsukawa/Mercury Concerts

Sobre o autor

Publicitário, especializado em Marketing e Comunicação Integrada. Amante da vida, encantado por pessoas e suas singularidades. Fã inveterado de filmes de terror, ouvinte assíduo de música jamaicana e rock pesado. Vive uma relação de amor e ódio com São Paulo. Ótima companhia pra uma cerveja gelada. E, claro: Vai, Corinthians!

Comentários