Complexo Rochoso Pedra do Baú é opção de passeio para os aventureiros

Complexo Rochoso Pedra do Baú é opção de passeio para os aventureiros

Quando temos a oportunidade de sair da rotina da cidade grande e respirar novos ares, paisagens naturais são algumas das melhores opções para viajarmos e desfrutarmos, seja descansando ou praticando atividades que envolvam adrenalina. E, muitas vezes, não é preciso ir muito longe para chegar a belos lugares que nos oferecem essas possibilidades.

Em meio à deslumbrante paisagem da Serra da Mantiqueira, um conjunto de rochas se destaca com imponência na cidade de São Bento do Sapucaí, localizada no interior paulista. Trata-se do complexo rochoso Pedra do Baú, formado pelo Baú e suas “irmãs” Bauzinho e Ana Chata.

O conjunto de rochas é um dos principais atrativos para praticantes de escalada no Brasil, tendo pelo menos 30 vias de escalada, com diversos graus de complexidade técnica, dificuldade, diferentes extensões e altitudes. Para aqueles que curtem um passeio mais tranquilo, tem a opção do Bauzinho, que necessita apenas de uma caminhada para chegar ao topo. Do alto da Pedra, é possível ter uma bela vista da Serra da Mantiqueira, na região da divisa dos estados de São Paulo e Minas Gerais. Além disso, a Pedra em si é tão evidente na paisagem que chega a ser visível de diversas localidades do Vale do Paraíba, já tendo sido usada como instrumento de navegação geográfica.

Em termos geomorfológicos, pode-se dizer que a Pedra do Baú é uma imponente feição que abrange um conjunto de cristas rochosas (denominadas Ana Chata, Bauzinho e Pedra do Baú), com ponto culminante a 1.950 metros de altitude. O monumento é constituído por gnaisses do Complexo Varginha-Guaxupé, com origem datada do período pré-cambriano. Sua evolução geológica está intimamente relacionada aos processos tectônicos e erosivos que se seguiram à ruptura continental durante o período Paleogeno.

Atualmente, além de ser um monumento geológico, a Pedra do Baú também é um Monumento Natural Estadual (MoNa) dentro de uma Área de Proteção Ambiental – a APA Sapucaí-Mirim.

Atrativos
O complexo da Pedra do Baú conta com diversos atrativos, entre trilhas e vias de escalada. O acesso é feito por meio de uma estrada asfaltada que liga os municípios de São Bento do Sapucaí e Campos do Jordão. Para chegar bem próximo ao ponto de onde partem algumas das principais trilhas, percorre-se de carro uma estrada não pavimentada de cerca de 6km de extensão até a entrada do Monumento Natural. O local conta com a infraestrutura de banheiros, trailer de alimentação e estacionamento.

A partir do estacionamento, continua-se o caminho a pé até a rocha, totalizando aproximadamente 1,2km de percurso com placas indicativas que orientam os visitantes quanto às trilhas existentes no local. Logo no meio do caminho encontra-se o primeiro atrativo: o Mirante do Caramuru, que tem uma vista incrível para a Pedra e a cidade de São Bento do Sapucaí. Continuando a caminhada, se chega ao ponto de início das trilhas.

Trilha do Bauzinho
Para quem procura uma trilha de nível fácil, a do Bauzinho é uma boa pedida, podendo ser percorrida inclusive por crianças. A trilha tem extensão de 100 metros e duração de 30 minutos. É um bom local para contemplação e relaxamento. De lá, tem-se uma bela vista de São Bento do Sapucaí e da Pedra do Baú. Quem percorre o caminho com atenção tem mais chances de avistar pequenos animais ao longo do percurso.

Trilha da Ana Chata
A trilha da Ana Chata já é um pouco mais longa e com maior grau de dificuldade. Sua extensão é de 3,8km e leva-se pelo menos 2 horas para percorrê-la. O acesso ao cume é feito por escadas instaladas na rocha, sendo mais simples que o da Pedra do Baú, com existência de guarda-corpos nos pontos mais íngremes.

Trilha do Baú
A trilha do Baú tem 5km de extensão e duração de cerca de 4 horas. Só a caminhada até a base da pedra já é considerada difícil, por causa da extensão e do relevo. Chegando até ali, ainda há a subida até o topo da rocha. Por isso, trata-se de uma opção para trilheiros mais experientes. Da base até o topo da pedra, são 600 degraus da Via Ferrata, que levam o visitante a uma altitude de 1.950 metros. A subida é emocionante e recomenda-se fortemente a contratação de um instrutor experiente para acompanhar o grupo e o uso de equipamentos de segurança.

Voo Livre
A Pedra do Baú também conta com uma rampa de voo livre, uma atividade para quem quer experimentar a sensação de estar voando junto aos pássaros e sobrevoando os principais pontos turísticos de São Bento do Sapucaí. Os voos têm início na Rampa de Voo Livre localizada no Mirante do Caramuru, que fica próximo ao Bauzinho, alguns metros após o estacionamento do Monumento Natural Pedra do Baú. A atividade é regulada pelo Clube Pedra do Baú de Voo Livre, sendo uma boa opção para quem gosta da sensação de liberdade e adrenalina. Esse tipo de atividade depende do clima e do vento, portanto, antes de ser feito o agendamento, é necessário consultar a possibilidade de execução com o instrutor para maior segurança.

A visitação ao complexo rochoso Pedra do Baú pode ser feita todos os dias do ano, das 8h às 18h. A taxa é R$ 10,00 por pessoa. O local fica na Estrada Municipal do Bauzinho, s/n – Acesso pela Rod. Municipal Thomaz Alckmin – Bairro Paiol Grande – São Bento do Sapucaí-SP. Mais informações sobre o passeio podem ser conferidas neste link. O telefone para o esclarecimento de dúvidas é (12) 3971-6110.

Fonte: Prefeitura de São Bento do Sapucaí

Observação: o Sobreviva em São Paulo não se responsabiliza por possíveis mudanças nas informações acima, que são válidas até esta data.

Sobre o autor

Publicitário, especializado em Marketing e Comunicação Integrada. Amante da vida, encantado por pessoas e suas singularidades. Fã inveterado de filmes de terror, ouvinte assíduo de música jamaicana e rock pesado. Vive uma relação de amor e ódio com São Paulo. E, claro: Vai, Corinthians!

Comentários