Chuvas em SP: veja como proceder em situações de risco

Chuvas em SP: veja como proceder em situações de risco

Nesse período inicial do ano, é comum ocorrerem chuvas de fraca, média ou forte intensidade em várias partes do Brasil, incluindo São Paulo. Sendo assim, até o final de março, a capital do estado e as regiões do litoral e interior ainda podem passar por dias chuvosos, o que pode causar enchentes e alagamentos em muitos locais, como já aconteceu em janeiro.

Além disso, as chuvas e tempestades podem ainda vir acompanhadas de raios e trovões, o que faz com que a população tenha que aumentar seus cuidados ao trafegar tanto por zonas urbanas quanto rurais.

Por isso, a Defesa Civil do Estado de São Paulo divulga algumas dicas de segurança para que todos tenham em mente e procurem executar quando necessário neste período.

Dicas de segurança

Em circunstâncias de chuvas fortes, a Defesa Civil recomenda uma série de medidas para evitar acidentes. Para mais informações sobre como agir antes, durante e depois das chuvas, acesse os sites spalerta.sp.gov.br e defesacivil.sp.gov.br, além dos perfis em redes sociais @defesacivilsp (Twitter e Instagram) e @defesacivilestadual (Facebook).

A Defesa Civil também emite alertas de chuvas por SMS. Para isso, cadastre seu CEP no número 40199 e receba os avisos referentes à sua região.

Rodovias e estradas: Se estiver dirigindo durante um forte temporal, procure um local coberto e seguro e aguarde o tempo melhorar.

Enxurradas: Nunca enfrente enxurradas ou atravesse vias alagadas, pois águas de inundação são pesadas e violentas. Apenas 15 cm de água em movimento podem derrubá-lo, e 30 cm de água em movimento são suficientes para arrastar um veículo.

Áreas descobertas: Se estiver em locais como praia, piscina, estacionamento e campo de futebol, saia imediatamente e procure áreas cobertas e seguras.

Chuvas com raios: Mantenha distância de objetos altos e isolados ou metálicos, como árvores e guarda-sol. Não solte pipas e não carregue objetos como canos e varas.

Trovoadas: Ao escutar trovões, abrigue-se imediatamente em uma edificação ou veículo, permanecendo longe de janelas, tomadas e materiais metálicos.

Deslizamentos: Diante do aparecimento de fendas e rachaduras nas paredes ou de qualquer sinal de deslizamento onde você estiver, abandone o local imediatamente e procure abrigo fora da área de risco.

Caso você veja alguém em situação de risco (se abrigando de raios embaixo de uma árvore, por exemplo), oriente a pessoa a proceder da maneira correta. Esses são apenas alguns cuidados básicos que ajudam a preservar a integridade física de todos.

Fonte: Governo do Estado de São Paulo

Sobre o autor

Publicitário, especializado em Marketing e Comunicação Integrada. Amante da vida, encantado por pessoas e suas singularidades. Fã inveterado de filmes de terror, ouvinte assíduo de música jamaicana e rock pesado. Vive uma relação de amor e ódio com São Paulo. E, claro: Vai, Corinthians!

Comentários