Bom Prato vai oferecer refeições gratuitas para moradores de rua

Bom Prato vai oferecer refeições gratuitas para moradores de rua

O Governador de São Paulo, João Doria, anunciou na última sexta-feira (29) a gratuidade nas refeições oferecidas pela rede Bom Prato a 15 mil pessoas em situação de rua cadastradas pelas prefeituras. A medida vale até 30 de julho e pode ser prorrogada.

“Essa é mais uma medida que reflete a nossa preocupação para a questão social. Pessoas em situação de extrema pobreza já estão recebendo, na Região Metropolitana de São Paulo e em outras regiões do Estado, as cestas com alimentos para atender até quatro pessoas durante 30 dias. Neste primeiro movimento, 1,1 milhão de cestas estão sendo distribuídas”, disse Doria.

A partir de amanhã (1º), com a adesão dos municípios, a Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado firmará convênio de cooperação com as prefeituras. A iniciativa estabelece a gratuidade das refeições mediante a apresentação de cartão com QR Code, e cabe às Prefeituras a quantificação, identificação e localização dos beneficiários, bem como a entrega dos cartões de gratuidade e o monitoramento da prestação dos serviços. O investimento do Governo de São Paulo é de R$ 2 milhões.

Desde o início de abril, os 59 restaurantes Bom Prato passaram por rápidas adaptações com o intuito de servir as refeições para viagem, em embalagens e com talheres descartáveis. O horário de atendimento também foi ampliado para evitar aglomerações, sendo os cafés da manhã das 7h às 9h, almoços das 10h às 15h e jantares das 17h30 às 19h, ou enquanto houver refeições disponíveis.

Segundo o governo do estado, todas as equipes das unidades estão reforçando constantemente as orientações de prevenção, disponibilizando lixeiras nas calçadas, instruindo o distanciamento na fila (inclusive com marcações no chão) e fornecendo álcool em gel (à disposição em todas as unidades), entre outras adaptações.

Durante a pandemia do coronavírus, o Governo de São Paulo anunciou medidas de proteção à população em situação de rua como a instalação pela Sabesp de 170 lavatórios públicos pelo Estado e mutirão para emissão de RG pela Secretaria de Segurança Pública, além do apoio técnico aos municípios para implantação de 62 novos centros de acolhida para pessoas em situação de rua.

Fonte: Governo do Estado de São Paulo

Sobre o autor

Publicitário, especializado em Marketing e Comunicação Integrada. Amante da vida, encantado por pessoas e suas singularidades. Fã inveterado de filmes de terror, ouvinte assíduo de música jamaicana e rock pesado. Vive uma relação de amor e ódio com São Paulo. E, claro: Vai, Corinthians!

Comentários