Eggy: o primeiro fast-food de São Paulo inspirado no ovo

Eggy: o primeiro fast-food de São Paulo inspirado no ovo

Por Bruno Machado e João Victor Capricho

Com um estilo urbano e ambiente moderno, o Eggy é o primeiro fast-food de São Paulo inspirado em um único alimento, o ovo. O cardápio foi desenvolvido para agradar a todos os paladares, equilibrando tanto a comida que conforta, porque o sabor é familiar, como a que inova, além de fazer uma releitura dos pratos clássicos.

Engana-se quem pensa que existe pouca variedade de pratos à base de ovo. A casa oferece três tipos de breakfast, omeletes, sanduíches, hambúrgueres, fritas, saladas, toasts, sobremesas, entre outros produtos derivados da proteína, além de shakes, cafés e bebidas. Tudo assinado pelo chef Rodrigo Einsfeld.  

Os pratos conseguem mesclar o sabor do ovo com vários outros ingredientes sem perder a textura ou confundir o paladar do cliente, como é o caso do hambúrguer Veggie e do Bolovo, opções para quem quer encontrar algo a mais, além dos hambúrgueres mais tradicionais.

Moldado pela jovialidade e pela cor amarela, o recém-inaugurado Eggy, localizado na região do Itaim, consegue conciliar um conceito diferente de culinária a um ambiente descolado e bem decorado. O empreendimento é uma aposta da Granja Faria no setor de fast-food, uma forma de se aproximar do público consumidor de ovos.

Foto: João Victor Capricho

 “O Eggy nos tira da zona de conforto, tanto no produto como no tipo de cliente, e mostra que somos mais do que uma agroindústria. Hoje, o cliente é o supermercadista. A partir do Eggy, a gente se aproxima do cliente que consome o produto na ponta e capta seus inputs, seu comportamento de consumo”, afirma o CEO da Granja Faria e do Eggy, Denilson Dorigoni.

O restaurante conta ainda com a Eggy Store, uma loja com ares do campo que vende a linha de ovos caipiras da Granja Faria com souvenirs como canecas e galinhas aramadas e de porcelana.

A ideia é resultado de outra iniciativa da empresa de Dorigoni para estabelecer um relacionamento com o consumidor, o Club de Assinaturas, que garante a entrega de ovos direto da ganja na casa dos clientes. A partir dessa ideia, a empresa passou a notar uma demanda dos paulistanos pelo ovo e enxergaram a possibilidade de se aproximar ainda mais dos clientes.

“A nossa primeira ideia foi fazer o Club de assinatura. Com o Club você recebe na sua casa os nossos produtos frescos e sem se preocupar de ir ao mercado comprar. Todo dia você recebe direto da granja na sua casa. E isso gerou muita inteligência, porque nós conseguimos entender o que o público aqui de São Paulo, que foi a primeira capital, precisava e queira. Essa foi a primeira experiência que tivemos. Aí surgiu. Temos um monte de receitas dentro de casa, um monte de formas de manusear ovos, vamos  pegar e fazer alguma coisa diferente!”, explica Dorigoni, que também reforça que após o nascimento do projeto, foi feito um estudo longo e complexo até chegar no nome, na identidade da marca e na região onde inauguraria a primeira unidade do Eggy. A expectativa é expandir a rede para aeroportos, shoppings centers e demais localidades da capital. 

Foto: João Victor Capricho

                                              

Serviço

Eggy- R. Joaquim Floriano, 597 – Itaim Bibi

Horário de funcionamento: Segunda à sexta-feira das 07h às 19.

Sábados: das 08h às 17

Sobre o autor

Bruno Machado é jornalista e sobrevive em São Paulo desde quando nasceu. Sua relação com essa cidade é um clássico romance clichê: se odeiam pelas manhãs, se amam ao decorrer do dia e é apaixono por suas noites. Em meio a essa selva-jardim de concreto, descobre a cada dia, locais que todo morador, turista e demais sobreviventes dessa cidade merecem conhecer. No final das contas, Caetano tinha razão, "Alguma coisa acontece no meu coração, que só quando cruza a Ipiranga com Avenida São João".

Comentários