Conheça o Mr. Jin, o restaurante de comida coreana para o paladar dos paulistanos

Conheça o Mr. Jin, o restaurante de comida coreana para o paladar dos paulistanos

A cultura coreana está cada vez mais presente no cotidiano dos paulistanos. Desde o tradicional centro de compras no bairro do Bom Retiro, até o K-pop, São Paulo tem se aprofundado nos costumes do país asiático. Na culinária, não poderia ser diferente. Apesar do consumo de comida japonesa já ser um hobbie para muitos paulistanos, a cozinha coreana ainda é pouco explorada.

O restaurante Mr. Jin trabalha para implantar cada vez mais a comida coreana no paladar dos paulistanos e por isso, oferece em seu cardápio pratos tradicionalmente sul-coreanos, mas adaptados ao paladar dos brasileiros.

“Como a comida coreana ainda é pouco conhecida, tivemos que adotar uma estratégia de adaptação. Passamos a oferecer yakissobas asiáticos já conhecidos para despertar o interesse do público em experimentar pratos da cultura coreana. Com a adaptação de alguns pratos, tornando-os menos picantes, por exemplo, a aceitação foi melhor do que esperávamos. Outro fator que contribuiu foi a popularização da cultura coreana”, explica Rafael Shu, proprietário do Mr. Jin.

Com sedes em Pinheiros e Moema, o  restaurante tem em seu cardápio pratos ainda pouco conhecidos aqui no Brasil. Um dos carros chefes da casa é o Bibimbap (R$ 35), que em tradução livre significa “arroz mexido” e é composto por arroz oriental, carne bovina ao estilo coreano, shimeji, cenoura, abobrinha, repolho e ovo frito.  Outro prato que tem sido muito aceito pelos paulistanos é o Korean Fried Chicken (R$ 34)  que tem em sua composição frango frito regado ao molho apimentado coreano acompanhado de fried rice e salada.

Mesmo em meio a pandemia do novo coronavírus, o Mr. Jin inaugurou uma nova unidade em junho, no bairro de Pinheiros, mas para segurança de todos, a operação é concentrada no delivery e a unidade funciona apenas como dark kitchen. Todos pedidos podem ser feitos, pelo Rappi. 

Serviço

Onde?

Alameda dos Arapanés 1025 - Moema Fradique coutinho 986 - Pinheiros

Sobre o autor

Bruno Machado é jornalista e sobrevive em São Paulo desde quando nasceu. Sua relação com essa cidade é um clássico romance clichê: se odeiam pelas manhãs, se amam ao decorrer do dia e é apaixono por suas noites. Em meio a essa selva-jardim de concreto, descobre a cada dia, locais que todo morador, turista e demais sobreviventes dessa cidade merecem conhecer. No final das contas, Caetano tinha razão, "Alguma coisa acontece no meu coração, que só quando cruza a Ipiranga com Avenida São João".

Comentários