9 centros culturais com entrada gratuita

9 centros culturais com entrada gratuita

Literatura, fotografia, dança, música, cinema, teatro dentre muitas outras modalidades, tudo concentrado em um único ambiente, essa é realidade de um centro cultural, espaço que tem por objetivo receber e difundir atividades culturais.

Os termos “centro” e “cultural” são originados do latim “centrum” e “cultus”, que respectivamente se referem ao local onde as pessoas podem se reunir com alguma finalidade e às faculdades intelectuais do homem e ao cultivo do espírito cultural humano.

São Paulo abriga em média mais de 2500 centros culturas, espalhados tanto na capital e na região central da cidade quanto em outras cidades do estado e em zonas da periferia.

Grande parte dos centros de cultura da capital paulista tem entrada gratuita, sendo gratuita também a maioria de suas atividades e, quando há a necessidade de pagamento, a quantia se resume em um valor irrisório.

Nesses espaços também é possível ir para bater um papo com os amigos, utilizar bibliotecas, ensaiar algum tipo de apresentação, participar de debates ou apenas para ler aquele livro que está dentro da bolsa há meses e nunca foi finalizado por falta de tempo ou por falta de um local tranqüilo e que estimule a concentração.

Pensando nas diversas formas de utilização de um centro cultural e em como esses ambientes colaboram para o desenvolvimento do pensamente crítico-social, listamos nove centros culturais localizados na cidade de São Paulo, que têm entrada gratuita e que oferecem inúmeras atividades livres de pagamento.

Agora é só escolher o que mais lhe a agrada e correr para fazer parte dessa galera, vamos lá!

#01 Centro Cultural da Juventude

O CCJ – Centro Cultural da Juventude, equipamento da Secretaria Municipal de Cultura, é o maior centro público dedicado aos interesses da juventude da cidade de São Paulo. Inaugurado em 27 de março de 2006, ele possui anfiteatro, teatro de arena, estúdio de gravações musicais, ateliê, galeria, biblioteca além de ser adaptado para receber pessoas com deficiência.

Av. Deputado Emílio Carlos, 3641 – Vila Nova Cachoeirinha
[email protected] / www.ccj.art.br
tel. (11) 3343-8999

#02 Centro Cultural São Paulo

Inaugurado em 1982, o Centro Cultural São Paulo é um dos primeiros centros culturais multidisciplinares do país. Combina a oferta de programação e de serviços culturais – gratuitos ou a preços acessíveis. Por ter uma grande área livre, tanto superior quanto inferior, é possível ir ao local para estudar, trabalhar, ou apenas para descansar. Ele possui wifi em todas as áreas, biblioteca de generalidades, biblioteca em Braille, arquivo multimeios, lojas, restaurantes etc.

Rua Vergueiro, 1000 – Paraíso
[email protected]
tel: (11) 3397 4002

#03 Centro Cultural da Vila Itororó

A Vila Itororó é um conjunto arquitetônico idealizado por Francisco de Castro, com mais de dez edificações construídas ao longo do século XX para fins residenciais e de lazer. Em 2013 teve início a sua restauração, no entanto, o canteiro de obras da vila permanece aberto para visitação e alguns espaços se transformaram em um centro cultural temporário, fazendo com que o passado e o futuro da antiga vila se cruzem através das paredes em ruínas e no movimento constante de pessoas que vão até o local para fomentar a cultura.

Rua Pedroso, 238, Bela Vista
[email protected]

#04 Centro Cultural FIESP – Ruth Cardoso

A Fehttps://i.imgur.com/XWKDh7t.jpgderação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP) é a maior entidade de classe da indústria brasileira. Representa cerca de 130 mil indústrias de diversos setores, de todos os portes e das mais diferentes cadeias produtivas, distribuídas em 131 sindicatos patronais. É nesse local, no meio da Avenida Paulista, que está localizado o Centro Cultural Ruth Cardoso, onde ocorre a apresentação de espetáculos teatrais dentre outras atividades.

Av. Paulista, 1313 – Cerqueira César
tel: (11) 3528-2000

#05 Centro Cultural Banco do Brasil

Os Centros Culturais do Banco do Brasil (CCBBs) somam mais de 27 anos de história. Considerados como referência em centros culturais artísticos, os CCBBs possuem espaços multidisciplinares que são relevantes não apenas no cenário brasileiro, mas também internacionalmente, apresentando projetos musicais, peças teatrais, cinemas e exposições.

R. Álvares Penteado, 112 – Centro
tel: (11) 3113-3651

#06 Casa das Rosas

Construída em 1935, a Casa das Rosas é um casarão no estilo clássico francês, localizada na Avenida Paulista. Tem como sua principal missão a promoção do conhecimento, a difusão e a democratização da poesia e da literatura, incentivando a leitura e a criação artística, preservando e problematizando o patrimônio histórico-cultural que abriga.

Av. Paulista, 37 – Paraíso
[email protected]
Tele: (11) 3285-6986

#07 SESC Pompéia

O SESC Pompéia é um centro de cultura e lazer localizado na Vila Pompéia, zona oeste da cidade, que reúne teatro, quadra esportiva, piscina, lanchonete, restaurante, espaços de exposições, choperia, oficinas, área de leitura e internet livre, entre outros serviços. Seu projeto arquitetônico foi desenvolvido pela arquiteta Lina Bo Bardi, em 1977.

*R. Clélia, 93 – Pompéia
tel: (11) 3871-7700

#08 Instituto Tomie Ohtake

O Instituto Tomie Ohtake é um centro cultural inaugurado em Novembro de 2001, junto a um prédio comercial, o qual possui traços futuristas. O local conta com uma livraria, com o Teatro Cetip, lanchonete, espaço para exposições e afins. Sua exposição permanente é em homenagem à arquiteta Thomie Ohtake, que da nome ao local.

Av. Brg. Faria Lima, 201 – Pinheiros
tel: (11) 2245-1900

#09 Centro Universitário Maria Antônia

O Centro Universitário Maria Antonia está instalado nos edifícios históricos que abrigaram a antiga Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da USP.  Desde 1999, o Maria Antonia, como é conhecido, mantém um programa de exposições de arte com cerca de 20 mostras por ano. Ele também oferece cursos de curta duração, palestras, debates, seminários, além de mostras de arquitetura.

Rua Maria Antonia 258 e 294 · Vila Buarque
Tel: (11) 3123-5200

Obs: As informações referente às instituições foram extraídas dos sites das respectivas entidades.

Atualizado em 02/2021
Foto de Delma Paz em Wikimedia Commons

Sobre o autor

Jornalista freelancer, apaixonada por pessoas e reportagens de fôlego. Trabalha com produção de conteúdo para web e está sempre atrás de um causo para contar. Adora o diferente e sente vontade de desbravar o mundo, seja de ônibus, bicicleta, avião, a pé ou de caminhão, seu veículo predileto. Natural de Salvador, há quatro anos aprende como sobreviver em São Paulo.

Comentários