Cães e gatos doam sangue e salvam a vida de outros animais

Cães e gatos doam sangue e salvam a vida de outros animais

Animais também podem ser doadores de sangue. O procedimento é realizado por bancos de sangue veterinário, a exemplo do Hemovet e Sanimvet, localizados na capital paulista.

Cães e gatos precisam de sangue, sobretudo, em casos de anemia, coagulação sanguínea, sangramentos dentre outros problemas, e a transfusão é a única maneira de salvar a vida do pet.

Para fazer a doação o animal doador não precisa ser sedado, no entanto, é necessário que preencha alguns requisitos, como ter acima de 25 kg, no caso de cães, e 4,5 kg, em caso de gatos.

Preenchendo todos os requisitos o animal doador passa por uma consulta médica, na qual o veterinário responsável coleta uma amostra do sangue para a realização de exames laboratoriais.

São feitos testes de hemograma, exames renais e outros que atestam doenças infecciosas. Todo o check up é gratuito e posteriormente o resultado é enviado aos tutores do animal.

De acordo com o Sanimvet, os exames são uma medida de biossegurança, tendo por objetivo evitar a transmissão de doenças infecciosas para o receptor, ao mesmo tempo em que atestam que o doador não está anêmico e assim pode fazer a doação.

O Sanimvet oferece ainda o serviço de unidade móvel, equipada com um laboratório, o que significa que a doação pode ser feita em locais de fácil acesso aos tutores dos cães doadores, e que os exames de sangue de triagem são realizados ali mesmo.

Existe no mundo canino mais de 13 grupos sanguíneos, que variam entre as raças. O labrador possui o tipo sanguíneo mais comum. Os gatos possuem três tipos sanguíneos e são mais parecidos com os dos seres humanos.

Critérios para cães doadores

– Ter entre 1 e 7 anos de idade

– Ter peso acima de 25 kg

– Estar clinicamente saudável

– Não ter passado por procedimento cirúrgico recente (2 meses)

– Realizar controle de ecto e endoparasitos

– Não estar prenhe

– Ser vacinado

– Apresentar temperamento dócil

Critérios para gatos doadores

– Ter entre 1 e 8 anos de idade

– Ter peso acima de 4,5 kg

– Estar clinicamente saudável

– Não ter passado por procedimento cirúrgico recente (2 meses)

– Realizar controle de ectoparasitos

– Não estar prenhe

– Ser vacinado e vermifugado

– Apresentar temperamento dócil

Exames realizados pelo Hemovet no cão doador

Hemograma completo: Detecção de anemias e infecções assintomáticas.

Função renal: Uréia e creatinina para verificar o funcionamento dos rins.

Leshmaniose (IFI): Doença infecciosa transmitida por mosquito (gênero Lutzomyia). O cão assintomático pode transmitir a doença para outros animais.

Dirofilariose: Verme que se instala no coração do cão causando doença grave.

Ehrlichia canis: Doença transmitida pelo carrapato em que o cão pode permanecer sem sintomas por até 5 anos.

Lyme: Doença transmitida pelo carrapato caracterizada por inflamações das articulações e febre.

Brucelose: Enfermidade transmitida principalmente pelo acasalamento.  O cão pode ser assintomático ou apresentar abortos, febre e inflamações dos testículos e discos da coluna vertebral.

Exames realizados pelo Hemovet no gato doador

Hemograma completo: Detecção de anemias e infecções assintomáticas.

Função renal: Uréia e creatinina para verificar o funcionamento dos rins.

Sorologia para FIV (imunodeficiência viral felina): Doença viral altamente contagiosa que pode desencadear tumores e baixa imunidade.

Sorologia para FELV (Leucemia viral felina): Doença viral altamente contagiosa que pode levar a desenvolver tumores e baixa imunidade.

PCR Micoplasmose: Doença que pode levar a anemia intensa.

Tipagem sanguínea: Avalia o tipo sanguíneo.

Mais informações:

SANIMVET

www.sanimvet.com.br

Telefones: (11) 3644 8805/ (11) 96355 0307

E- mail: [email protected]

HEMOVET

www.hemovet.com.br

Rua Pinheiro Guimarães, 86

Telefones: (11) 2918-8050 / 2918-0082 / (11) 99655-1583

E- mail: [email protected]

Sobre o autor

Jornalista freelancer, apaixonada por pessoas e reportagens de fôlego. Trabalha com produção de conteúdo para web e está sempre atrás de um causo para contar. Adora o diferente e sente vontade de desbravar o mundo, seja de ônibus, bicicleta, avião, a pé ou de caminhão, seu veículo predileto. Natural de Salvador, há quatro anos aprende como sobreviver em São Paulo.

Comentários