Ônibus paulistanos aceitarão cartões de débito e crédito como pagamento

Ônibus paulistanos aceitarão cartões de débito e crédito como pagamento

Foi anunciado hoje (12) pela Prefeitura de São Paulo o projeto piloto de modernização dos meios de pagamento de tarifa no transporte coletivo por ônibus, que poderá ser feito por cartões com tecnologia de pagamento por aproximação, smartphones e smartwatches. Inicialmente, o sistema será implantado em 200 veículos, 12 linhas e dois atendimentos (que fazem um trajeto para complementar a linha base), de 12 empresas de ônibus que passarão a aceitar novas formas de tecnologia como forma de pagamento. Cerca de 2,9 milhões de passageiros poderão ser beneficiados mensalmente a partir da próxima segunda-feira (16).

“Nós queremos ter um sistema mais moderno e mais eficiente para os nossos ônibus. Uma inovação que começa a ser testada em alguns ônibus para garantir mais agilidade, especialmente para a população que utiliza o sistema de ônibus apenas eventualmente, que não tem o Bilhete Único”, disse o prefeito Bruno Covas.

O sistema já está pronto para o pagamento pelas bandeiras Mastercard e Visa. A inclusão de cartões com a bandeira Elo está em andamento. Esse novo meio de pagamento visa trazer agilidade e praticidade para turistas e paulistanos em seus deslocamentos.

Para utilizar essa tecnologia, basta aproximar os cartões de crédito, débito e pré-pago, smartphones ou smartwatches do validador, democratizando a alternativa para os cidadãos da capital e, principalmente, contemplando turistas brasileiros e estrangeiros que visitam a cidade, já que os cartões emitidos fora do país também serão aceitos. Nesta etapa do projeto piloto, o sistema não permitirá a integração com outros ônibus, Metrô ou CPTM.

A escolha das linhas que participam do projeto piloto foi feita com o objetivo de atender a todas as regiões da cidade, além de terminais, estações de metrô e avenidas com grande fluxo de turistas.

O projeto piloto durará por três meses ou até que atinja o limite pré-definido de 500 mil transações. Vale destacar que sua implantação não teve custos para a Prefeitura de São Paulo, uma vez que isso ficará a cargo dos parceiros.

Como funciona a nova tecnologia
Para utilizar esse sistema de pagamento é preciso que o cartão de débito, crédito ou qualquer equipamento eletrônico móvel tenha a tecnologia de pagamento por aproximação (NFC) desbloqueada previamente, ou seja, que já tenha sido utilizada em alguma transação anteriormente. É preciso atentar-se para identificação na porta dianteira, na parte externa dos ônibus. Dentro do veículo também é possível verificar se há as bandeiras Mastercard e Visa no visor do validador, o que indica que aceita o novo meio de pagamento. Para usar, é preciso aproximar o cartão do validador, assim como se faz com o Bilhete Único.  A cobrança da tarifa aparecerá na fatura ou no extrato da conta corrente do usuário.

Para conferir as linhas selecionadas para receber o projeto piloto e esclarecer eventuais dúvidas sobre a nova alternativa de procedimento, clique aqui.

Fonte: Prefeitura de São Paulo

Observação: o Sobreviva em São Paulo não se responsabiliza por possíveis alterações nas informações acima, que são válidas até a data de publicação.

Sobre o autor

Publicitário, especializado em Marketing e Comunicação Integrada. Amante da vida, encantado por pessoas e suas singularidades. Fã inveterado de filmes de terror, ouvinte assíduo de música jamaicana e rock pesado. Vive uma relação de amor e ódio com São Paulo. Ótima companhia pra uma cerveja gelada. E, claro: Vai, Corinthians!

Comentários