Documentário sobre Adoniran Barbosa será lançado nos cinemas

Documentário sobre Adoniran Barbosa será lançado nos cinemas

Em homenagem ao 466º aniversário de São Paulo, comemorado no próximo sábado (25), será lançado nos cinemas na quinta-feira (23) o documentário “Adoniran – Meu Nome é João Rubinato“, que conta a história do sambista Adoniran Barbosa (1910 – 1982), cujo nome real era João Rubinato.

Natural de Valinhos-SP, Adoniran tem seu nome intimamente ligado à capital paulista por ser o compositor de inúmeros sambas com letras que fazem referência à cidade ou suas regiões, como “Trem das Onze”, sua música mais conhecida.

Com direção de Pedro Serrano, “Adoniran – Meu Nome é João Rubinato” é uma investigação sobre Adoniran ilustrada por meio de imagens de arquivo raras e depoimentos de amigos e familiares do sambista. Um personagem multifacetado, que retratou São Paulo em canções e personagens de rádio. Uma jornada por seu universo criativo, cheio de controvérsias alimentadas por ele mesmo, que revela, por trás da figura pitoresca e de fala engraçada, um artista profundamente sensível às mazelas do povo.

Segundo o site Adoro Cinema, canções de maior sucesso do músico, como “Saudosa Maloca” e “Trem das Onze”, são entoadas em mais de uma ocasião na obra, mas o foco realmente é a vida pessoal de Adoniran. O documentário tem 1h32 de duração e foi produzido em 2018. A classificação etária é livre. Veja abaixo o trailer oficial:

 

Apesar de ir para os cinemas apenas neste ano, o longa-metragem foi um dos filmes selecionados para a 23ª edição do festival brasileiro de cinema “É Tudo Verdade”, realizado em São Paulo e no Rio de Janeiro em 2018.

Para saber as salas de cinema em São Paulo que exibirão o documentário, acesse o site da rede de cinemas de sua preferência.

Observação: o Sobreviva em São Paulo não se responsabiliza por possíveis mudanças nas informações acima, que são válidas até esta data.

Sobre o autor

Publicitário, especializado em Marketing e Comunicação Integrada. Amante da vida, encantado por pessoas e suas singularidades. Fã inveterado de filmes de terror, ouvinte assíduo de música jamaicana e rock pesado. Vive uma relação de amor e ódio com São Paulo. E, claro: Vai, Corinthians!

Comentários