Shopping Tucuruvi recebe Festival Artes do Mundo com culturas de mais de 13 países

Shopping Tucuruvi recebe Festival Artes do Mundo com culturas de mais de 13 países

A pandemia de Covid-19 paralisou uma paixão não apenas dos paulistanos, mas dos brasileiros: viajar. Porém, assim como outras atividades, até mesmo conhecer outras culturas foi adaptado para os tempos em que vivemos.

Até o dia 19 de junho, o Shopping Metrô Tucuruvi recebe o Festival Artes do Mundo. Sem a necessidade de passaporte ou passagens aéreas, o público pode conhecer culturas de diferentes países por meio do artesanato, gastronomia, tecidos, esculturas e outros produtos típicos.

“É uma oportunidade única de embarcar nas histórias de diferentes países sem ter que sair da Zona Norte. Queremos que todos tenham a chance de conferir de perto tudo que preparamos e de aproveitarem essa viagem cultural repleta de surpresas” diz Rodrigo Correa, gerente de Marketing do shopping.

Durante o festival é possível conferir os tradicionais e coloridos tecidos da Índia, presentes em roupas e acessórios, artesanatos típicos do Peru e da Bolívia, representados por bolsas estampadas, colares e pulseiras típicas desses países. Esculturas em madeira, vasos, quadros e mais objetos de decoração representam a cultura da Turquia, Quênia, Egito, Paquistão, Equador, Rússia e Grécia. A parte de gastronomia é representada por vinhos, queijos e doces brasileiros, além da culinária de Marrocos.

Para garantir a segurança e o conforto de todos os clientes, o empreendimento segue com todas as normas sanitárias, como controle e medição de temperatura logo na entrada, uso obrigatório de máscaras, disponibilização de álcool em gel em diferentes pontos, marcação no piso para indicar o distanciamento seguro e intensificação na limpeza.

Serviço:

Festival Artes do Mundo-  R. Paranabi, 218-224 – Tucuruvi, São Paulo – SP, 02307-120

Local: Shopping Metrô Tucuruvi-

Datas: até 19/07

Horário: Segunda-feira a sábado, das 10h às 21h, e aos domingos e feriados, das 14h às 20h

 

Sobre o autor

Bruno Machado é jornalista e sobrevive em São Paulo desde quando nasceu. Sua relação com essa cidade é um clássico romance clichê: se odeiam pelas manhãs, se amam ao decorrer do dia e é apaixono por suas noites. Em meio a essa selva-jardim de concreto, descobre a cada dia, locais que todo morador, turista e demais sobreviventes dessa cidade merecem conhecer. No final das contas, Caetano tinha razão, "Alguma coisa acontece no meu coração, que só quando cruza a Ipiranga com Avenida São João".

Comentários